Os Deuses que habitam em Mim


Os Deuses que habitam em mim

Assim, que eu crio dentro de mim uma atmosfera de paz.
Que eu invento maneiras de ser feliz.
Que eu descubro as terras mais férteis do meu coração.
Eu Sou Brahma!
“Nasço” em meu peito a volúpia do amor.
Desperto do sono da inconsciência e
engatinho no solo da evolução.
Caminho.

O tempo passa e procuro dar passos à retidão.
Sou criança no colo da Criação!
Preservo a mim, conservo alegrias junto ao meu peito.
Espalho brinquedos pela Terra e danço com as cantigas do Senhor!
Eu canto, Eu Sou Vishnu!
Aprendo em meu ser as lições da escola da vida.
E as minhas notas são azuis.

Cá estou eu, jovem de novo, e chispo como a labareda!
Destruo a raiz do mal, semeio a planta do bem.
Faço amor com as estrelas, finco meu tridente no espaço!
Aniquilo as ervas daninhas do meu ressentimento.
Morrem em mim as lavas de um vulcão rancoroso.
Eu sou fogo! Eu sou Shiva!
Caçador de mim nas estreitas estradas do Himavant.
E deságuo, sobre os homens, as fontes caudalosas do meu conhecimento.

Irmãos de Fé e Espiritualidade!
Todos os dias a “trimurti divina” surge em nós!
Pela manhã, ao despertar dos sonhos, somos Brahma!
Ao meio-dia, na labuta, nos liceus do Universo,
vem em nós o Senhor Vishnu!
Quando chega a noite e as luzes se apagam...
A chama da fogueira se acende.
E temos que adormecer para despertar novas manhãs...
Estamos Shiva!

Nós somos Deuses!
“Vós sois Deuses”!
Nós criamos o nosso dia.
Aprendemos a cada tarde.
Devastamos todas as noites.
E inventamos, todas as manhãs, novas formas de renascer.
Deixamos para trás o rastro das estrelas.
E nos aquecemos, iluminados, com os raios de um novo Sol!

Eu Sol, Eu Sou!  






Comentários

Postagens mais visitadas