31.5.17

A Cracolândia e o Vale dos Leprosos

Acabei de lembrar de uma cena do filme "Ben Hur" protagonizada pelo ator Charlton Heston... O Vale dos Leprosos em Jerusalém. Uma região abandonada à própria sorte e marginalizada pela sociedade. Os doentes caindo aos pedaços e as pessoas tratando os acometidos pela lepra como dejetos humanos...

Parece alguma situação atual? Sim, a Cracolândia. Visualize então uma legião do exército romano expulsando os doentes para as montanhas na base da lança e da espada...

Você pode dizer pra mim: está com pena? Leva para casa! E eu responderei: qual é o fundamento da filosofia crística? Nesse caso, não seria acolher os doentes e tratá-los com amor e respeito? Essa é a função do Estado. Esse é o cerne da cristandade.

Muita gente esquece que os dependentes químicos são doentes. E mais gente os marginaliza porque eles não fazem parte de suas famílias.

Pensa: e se você tivesse morrido, e do outro lado da vida, soubesse que sua filha, por conta da depressão e da tristeza, estava entregue à situação de rua e viciada em crack? Você não​ ficaria no chão? Não choraria? E se essa sua moça, que você viu nascer e deu tantas vezes banho, e que dormia em seus braços macios, tivesse sido agredida e humilhada por policiais? Qual seria teu sentimento diante disso?

Espiritualidade não significa apenas receber espíritos, fazer trabalhos de magia, ler tarô, cantar mantras ou rezar pra tudo que é santo. Espiritualidade é também amar o próximo, protege-lo e ter compaixão de sua dor. Espiritualidade é também lutar pela dignidade, pelo  respeito ao ser humano e à natureza do Criador.

Eu não compreendo alguns que se dizem espiritualistas aplaudindo o que foi feito na Cracolândia pelo prefeito de São Paulo. Os obscuros a gente espera, mas espiritualistas​ ? E cristãos ? E budistas? E evangélicos?

Certamente algo deveria ter sido feito, mas  jamais e nunca daquele jeito. Ainda mais buscando, na justiça, autorização para uma internação compulsória, coercitiva e à força... Isso é um atentado à dignidade, à liberdade e ao respeito para com a humanidade! Desamor.

E se você, depois de ter lido este pequeno texto, ainda me provocar dizendo: - tá com pena? Leva pra casa! Eu vou te responder com toda a certeza: - se tivesse condições eu levaria todos pra casa e incluiria você, esta alma desprovida de altruísmo.

Você também precisa de tratamento. Mais do que isso, precisa de amor.

25.5.17

AS CIDADES EXTRAFÍSICAS SÃO COMUNITÁRIAS

Não, não se pode defender uma ideia como se fosse uma Verdade Absoluta. Há sim, verdades relativas que, somadas à uma visão holítica do Todo, podem formar uma Verdade. Essa Verdade Absoluta é que chamamos de Deus.

Todavia, não podemos nos furtar de escolher nosso próprio caminho, logicamente seguindo também a vontade do Criador. Trata-se de uma parceria. Deixar fluir, mas seguir um arbítrio, conforme o que julgamos como o melhor a ser trilhado para aquele momento. No entanto, sair de cima do muro!

Não se trata de defender com veemência um posicionamento político, por exemplo, como se fosse a Verdade Absoluta, mas ter plena convicção dessa escolha, sabendo que ela pode estar equivocada.

O sujeito pode ser de direita, se estiver afinado com ideologias como meritocracia, mercantilismo e menos poder na mão do Estado. O cidadão pode ser de esquerda, se assim prezar pelos programas sociais, pelas liberdades de expressão e por um estado mais nutriz. Entretanto, tem que ser honesto consigo mesmo.

Todavia, deixando os posicionamentos políticos de lado, percebo uma realidade astral e espiritual muito mais enquadrada nos modelos comunitários. Se pegarmos como exemplo a cidade extrafísica "Nosso Lar", do André Luiz, mentor do médium mineiro Chico Xavier, vamos perceber que se trata de uma grande comunidade igualitária, fraternal e auto-sustentável, com núcleos subdivididos e lideranças comunitárias . Todos vivem em função de sua colmeia astral e de seu aperfeiçoamento espiritual. Não há capital, não há concorrência, todos têm oportunidades. Todos lutam pelo bem estar da Unidade. É a aplicação da máxima da Távola Redonda: Um por Todos e Todos por Um!

Alguém conhece uma ideologia (ainda utópica) parecida com este modelo? Eu conheço.

22.5.17

UMA SÍNTESE DA HISTÓRIA DA REPÚBLICA DAS BANANAS. VOCÊ CONHECE, VOCÊ CONFIA?

A República começou no Brasil com um golpe militar, em 15 de novembro de 1889. Em menos de 130 anos de história republicana, este país fez juz ao apelido de "República das Bananas".

Há países que mantém o sistema imperalista conjugado ao Parlamentarismo. É assim na Inglaterra, na Holanda, entre muitos outros. Desse modo, o rei ou rainha nada mais são do que chefes de estado e representam simbolicamente a nação. Os primeiros ministros administram, são chefes de governo.

No Brasil, tudo já começou errado... Os militares já deram dois golpes, um para instalar a república em 1889, e outro, em 1964, sob o patrocínio do governo estadunidense de Lyndon Johnson (o motivo era o avanço do "comunismo" no Brasil, como se isso fosse possível, já que, infelizmente e ainda, é uma ideia utópica e avançada...).

Na República Velha, a mão dos ruralistas e a política café com leite, tomavam conta... Desde aquela época, o agronegócio dominava (não é só agora que a JBS faria a festa...). Os dois primeiros presidentes foram militares (aliás, eles já estiveram à frente do governo mais de dez vezes...). Depois, os grandes latifundiários e ruralistas revesavam no poder com os Partidos Republicanos Paulistas, Mineiros e Fluminenses.

Em 1930 depois da deposição de Washington Luis, o presidente eleito Júlio Prestes foi impedido de tomar posse e mais um golpe de estado foi dado... Começava a Era Vargas, aliás, a Ditadura Vargas que permaneceu por 15 anos. Posteriormente, mais militar no governo e, novamente, Getúlio no poder, culminando com seu suicídio (?).

A coisa parecia que ia bem de novo com Juscelino Kubitchek (JK), que depois foi assassinado em suposto acidente. Jânio Quadros, o vassourinha, que varria toda a bandalheira (e depois a corrupção começou com o PT...), renunciou por conta das Forças Estranhas (Jânio era letrado e mencionou a palavra "estranhas" referindo-se à estrangeiras). O vice João Goulart assumiu, mas logo foi expulso do país pelos ruralistas, já que havia mencionado a viabilização de uma reforma agrária - saiu foragido pela porta dos fundos do Brasil, auxiliado pelo Brizola. E dá-lhe mais golpe militar!!! Os milicos ficaram no poder por mais de 20 anos (para restaurar a ordem...).

Com o movimento das Diretas Já, os governos militares já não podiam mais se sustentar e indicaram o oportunista "Tancredo de Almeida Neves", no lugar do Paulo Maluf, o "turco" que o Figueiredo detestava. Tancredo sonhava ser presidente, mas a diverticulite de Deus o tirou antes de ter entrado. Aí o PMDB, partido dos encostos situacionistas, fez a festa com José Sarney (que era do PDS, mas depois entrou para o PMDB) e Itamar Franco. No meio deles, o candidato mauricinho eleito pela Rede Globo, Ferando Collor, que deu um golpe econômico nos brasileiros e sofreu o primeiro Iimpeachment.

A coisa só andou a partir da eleição do pseudo-esquerdista Fernando Henrique Cardoso e sua política neoliberal. Logo depois, o povo finalmente elegeu um representante dos trabalhadores, Luis Inácio Lula da Silva, sindicalista e fundador do PT. O Brasil teve seu período de prosperidade econômica e social. No entanto, a crise mundial aterrisou de vez no governo Dilma Rousseff, e o que era para ser marolinha acabou virando tsunami.

E as ondas do mal varreram o país com mais um golpe, desta vez, parlamentar. Os mesmos grupos, que desde a fundação da república se beneficiavam, novamente agiram de má fé. Juntaram-se às bancadas religiosas e as da bala para aplicarem um impeachment à uma presidenta eleita pelo povo.
Seu vice-presidente, apesar do caráter constitucional de sua nomeação, conspirou para derrubar Dilma e usurpou o trono.

No entanto, "misteriosamente", a Rede Globo deseja agora que Temer saia do poder... Todavia, se fizer isso, a constituição reza que o presidente da Câmara assuma e convoque eleições indiretas. Quem será o canndidato dos ruralistas, das bancadas e da Rede Globo? Ou teremos mais um golpe, o quinto desta republiqueta falida?

Tudo isso para dizer que, em menos de 130 anos, já tivemos quatro golpes de estado, duas ditaduras e agora teremos o terceiro Impeachment.

Dá para confiar num país como este?





9.5.17

MEDITAÇÃO FEMININA PARA HOMENS ESTÚPIDOS

Espiritualidade começa com educação e bom senso. O que adianta falar de espíritos, plano astral, anjos, incensos, mestres ascencionados, caboclos ou viagem astral se a gente não consegue respeitar as mulheres, por exemplo.

A nossa sociedade machista aprendeu (?) com os nossos ancestrais, péssimos exemplos de como se portar em sociedade. Foram séculos e séculos de sobrepujança masculina sobre o sagrado feminino. As mulheres nunca foram valorizadas como deveriam, nunca igualadas ao homem, triste herança.

Quem sou eu para dizer alguma coisa sobre o feminismo? No entanto, com o passar do tempo e das minhas experiências de vida, afirmo categoricamente que elas estão cobertas de razão. Temos que romper com estes paradigmas.

Por isso, proponho agora aos homens uma meditação feminina, um pequeno exercício mental: visualize você trajado com uma roupa feminina: saia com decote, salto alto, maquiagem e o corpo adornado com brincos, colares e pulseiras.

Respire fundo e vá ate à rua. Lentamente, caminhe para o ponto de ônibus. Perceba o som da primeira buzina estúpida fazendo menção à sua beleza: fom fom... Siga em frente. Agora, um assobio ridículo: fiu fiu. Prossiga e já acaba de chegar um elogio tacanho te chamando de "gostosa". Já foram três manifestações que você sequer consentiu...

Chegou o ônibus, Suba vagarosamente e com cuidado para que a saia não mostre o que não deve. O motorista já te olhou te devorando... O ônibus está cheio, não tem lugar para sentar. E os "machinhos" mau educados não se levantam para te ofertar uma vaga no banco. E lá vem o tarado a baforar com seu hálito fétido em seu pescoço, dá a primeira encoxada. Encosta e se masturba no coletivo como se isso fosse natural, sexy e consentido. A vontade que você tem é de esbofeteá-lo, esmurrá-lo até a catraca.

Graças a Deus você chegou ao seu destino. No trajeto entre o ponto de ônibus e o local de trabalho mais duas manifestações odiosas de machinhos auto-afirmativos (todos os homens se acham o máximo...). E no trabalho seguem as cantadinhas: por e-mail, pelo telefone, pelo inbox do facebook, pelo whatsapp com nudes... E o chefinho passa a mão na sua perna. O companheiro de trabalho faz uma gracinha com a sua bunda.

E tudo isso sem você consentir! E nem mesmo gostar.

No final do dia você sente desgastada, devassada, devastada, sugada, vampirizada e tratada como um pedaço de carne.

Agora, respire fundo e... pronto! Desperte vagarosamente. Abra os olhos.

Como você se sente? Cansado?

Se você não se sentir um completo idiota, arrogante, presunçoso, abusado e ignorante, provavelmente você é mesmo um idiota, arrogante, presunçoso, abusado e ignorante.

Medite sobre isso e mude.

4.5.17

BARRIDOS DE FÉ, CORAGEM E COMPAIXÃO

Não se trata de comprar karma ou evitar que a gente bata com a cabeça na parede. Esse deus com cabeça de elefante existe para representar a compaixão de Deus. É o Senhor da remoção daquilo que nos impede de prosseguir. É aquele que implode as pedras que nós mesmos colocamos em nosso caminho.

Ganesha vem para varrer as sujeiras que depositamos sobre os nossos pés com o nosso pessimismo. Ele afasta de nós os medos, monstros criados pela nossa própria (falta de) consciência. Nossa mente é uma oficina de sabotagens, Ganesha é o mecânico.

Ganapathi desmonta nossa falta de fé com seus bramidos.

Pisa na nossa descrença e corta as ataduras dos nossos pavores mais internos com seu machado.

Sua oferenda nos alimenta de coragem para seguir em frente.

Hoje, quando enfrentei um perigo e tudo parecia estar morto, calado e surdo diante de mim, elevei meu pensamento, juntei as mãos por cima de minha cabeça e clamei: - Vem, meu amado Ganapathi, vem em meu auxílio e afasta meus temores, destrava as portas emperradas e remove as barreiras que me impedem de caminhar.

Não demorou um minuto para eu começar a andar...





3.5.17

ALUCINAÇÃO É UM CHUTE À SOCIEDADE MODERNA


Se prestarmos atenção na letra de Alucinação, de Belchior, não teremos dificuldades de entender o porquê que ele passou todo esse tempo sumido e recluso. O amor o fez desaparecer.

Alucinação dá nome ao disco homônimo que foi lançado em 1976, meados de uma Ditadura Militar. Até a capa do disco ontenta letras pintadas com sangue.

Enquanto Caetano disfarçava seu incômodo em Divino e Maravilhoso culminando no refrão: "É preciso estar atento e forte, não temos tempo de temer a morte"; enquanto o Brasil descortinava as filosofias do Oriente e as literaturas do metafísico, além das jornadas alucinóginas, Antonio Carlos suportava as agruras do dia a dia e as experiências com coisas reais...

Daí pra frente, na letra, ele promove uma verdadeira crônica daquilo que vivenciava na cidade grande: um preto, um pobre, uma estudante, uma mulher sozinha... E assim, ele faz uma aliança proposital entre o preto e o pobre, entre a estudante e a mulher sozinha, numa clara alusão ao racismo e à misoginia, que sempre estiveram incrustados na alma dos brasileiros.

Pessoas cinzas normais (sem cor, sem vida, mas dentro de uma normalidade patológica). Garotas dentro da noite e a ação brutal e despreparada dos policiais (desde aquela época) no revólver e no cheira cachorro...

E o velho e eterno desemprego tomando conta das praças de uma cidade grande: e os humilhados do parque com os seus jornais...

Vai além e critica o modus vivendi ilusório das metrópoles: carneiro (povo em modo carneirinho e subserviente, pobre de direita que aplaude o capitalismo promovido pela Casagrande e a Senzala), mesa, trabalho, meu corpo que cai do oitavo andar (numa tentativa de suicídio e fuga deste sistema) e a solidão das pessoas dessas capitais...

Fala da violência da noite, reclama do tráfego ensandecido e elogia a manifestação feliz da homossexualidade tão reprimida.

Traça a adolecência do momento e termina numa clara alusão ao filme "Laranja Mecânica", de Stanley Kubrick, que critica veeementemente a loucura da sociedade moderna.

E encerra com uma chave de ouro, a mesma chave que o libertou para fora desse mundo cruel e que o levou a desaparacer de uma sociedade doente: Amar e mudar as coisas me interessa mais.

Antonio Carlos, você amou muito, mas infelizmente você viveu até aqui para perceber que não conseguiu mudar as coisas...

Alucinação
Belchior

Eu não estou interessado
Em nenhuma teoria
Em nenhuma fantasia
Nem no algo mais
Nem em tinta pro meu rosto
Ou oba oba, ou melodia
Para acompanhar bocejos
Sonhos matinais

Eu não estou interessado
Em nenhuma teoria
Nem nessas coisas do oriente
Romances astrais
A minha alucinação
É suportar o dia-a-dia
E meu delírio
É a experiência
Com coisas reais

Um preto, um pobre
Uma estudante
Uma mulher sozinha
Blue jeans e motocicletas
Pessoas cinzas normais
Garotas dentro da noite
Revólver: cheira cachorro
Os humilhados do parque
Com os seus jornais

Carneiros, mesa, trabalho
Meu corpo que cai do oitavo andar
E a solidão das pessoas
Dessas capitais
A violência da noite
O movimento do tráfego
Um rapaz delicado e alegre
Que canta e requebra
É demais!

Cravos, espinhas no rosto
Rock, Hot Dog
"Play it cool, Baby"
Doze Jovens Coloridos
Dois Policiais
Cumprindo o seu duro dever
E defendendo o seu amor
E nossa vida
Cumprindo o seu duro dever
E defendendo o seu amor
E nossa vida

Mas eu não estou interessado
Em nenhuma teoria
Em nenhuma fantasia
Nem no algo mais
Longe o profeta do terror
Que a laranja mecânica anuncia
Amar e mudar as coisas
Me interessa mais
Amar e mudar as coisas
Amar e mudar as coisas
Me interessa mais


2.5.17

VIVER O PRESENTE DE ESTAR ENCARNADO

A simples dádiva de não precisar matar um minotauro por dia para pagar as contas já é uma grande vantagem de um desencarnado. Lá no Plano Astral não se paga aluguel, não é preciso comprar um carro e nem se endividar por causa de fraldas... 

Sim, mas aqui tem pizza com massa fina, cerveja gelada (mesmo a de milho) e sorvete de doce de leite. 

Lá não se paga os tubos para comprar um smartphone, você pode se conectar o tempo todo sem que seja preciso sinal de wi fi. Mas, aqui tem futebol às quartas, quintas, sábados e domingos, além de cinema!!! 

Me parece que há música boa no lado de lá (acabou de chegar por lá o Belchior e ali ele não pode mais se esconder). Tá melhor do que aqui que só toca arrocha, sertanejo universitário e funk. Mas, lá não tem Game of Thrones... 

Eu tenho uma saudade enorme de ser espírito apenas... mas, quando estou nos braços da minha amada gosto do prazer de ser corpo também... 

E o sorriso e o abraço da minha filha por aqui? São impagáveis! Lá a gente se abraça também, e se ama ainda mais... E revê amigos que se foram... mas, e os nossos amados que ficaram por aqui? 

Então, é melhor ficar com aquilo que Deus nos dá como presente. 

E quando eu for para lá, posso sentir saudades daqui também. 

"O melhor lugar do mundo é aqui e agora" (Gilberto Gil)

Nós não somos estátuas de sal

A Bíblia conta a história de Ló e de sua família que foram salvos por Deus da destruição de uma cidade inteira. Todavia, o Senhor recomendo...