Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2011

NATALIS ESCULHAMBADIS, QUO VADIS?

Imagem
Neste natal há uma série de posts em redes sociais que mostram os "Papais Noéis" sarados, de tanquinhos, bombadinhos e as Mamães Noelas gostosas e periquetes. Nada contra os(as) modelos que ganham dinheiro para fazer isso. Mas, o que já era esculhambado, agora está declaradamente profano e sem sentido. O que de alguma maneira é bom porque este tal de NATAL não é uma data crística, muito pelo contrário, é muito mais greco-romana (leiam o meu livro "Eu, Pilatos" e vocês saberão...) para comemorar Mitra, o deus solar de Roma.

Eu já acho que este tal de Noel é um farsante mesmo. Primeiro porque é o rei do marketing e do consumismo. Depois porque é injusto e cruel com as classes econômicas menos favorecidas. Terceiro porque tomou o lugar da razão simbólica do aniversário fake de Jesus.

Vou perguntar, ah se vou e você há de responder com toda a sinceridade... Quantas vezes você pensa em Jesus no Natal? Uma? Nenhuma? A esmagadora maioria não pensa. Tenho absoluta certeza…

5 - Eu te Amo - SÉRIE "AS 100 MELHORES MÚSICAS DO BRASIL"

Imagem
A canção "Eu te Amo", de Sueli Costa e Cacaso, deve ser de 1982 (não confunda com Eu te Amo do Chico Buarque). Sim, me recordo disso porque foi exatamente este ano que eu estava apaixonado e esta canção calava fundo em meu peito e no coração da mulher amada, naquela época uma menina.

A interpretação de Nana Caymmi dá um toque de melancolia e densidade. Certa vez, quando estana na TV Gazeta, fui comentar com a Nana sobre esta música. Ela foi simpática e carinhosa e me disse: -ah, esta canção é maravilhosa! Ela toca em mim também.

"Eu te Amo" é curta e intensa, assim como são as paixões. Creio que é umas obras que mais têm a ver com este estado passional. Curiosamente, a música termina com a frase Eu te Amo.

http://letras.terra.com.br/nana-caymmi/945749/

http://www.youtube.com/watch?v=5nSrUBpavxA

60 ANOS DE UNIÃO!!!

Imagem
São 60 anos de união! Já pensou? Hoje, 21 de dezembro, meus pais comemoram 60 anos de casamento!

Eu já consegui ficar um pouco mais de 60 meses com uma ex-namorada, foi o máximo de tempo.
Muitas pessoas me perguntam qual a razão da minha tristeza por não ter encontrado, de fato, a mulher amada, a mulher da "minha vida". Já até me chamaram de "mal resolvido"...

Mas, eu tenho um exemplo de um romance lindo e eterno em casa. 60 anos!

E não podemos dizer que não houve crises. Sim, mas estas fortaleceram ainda mais a união. Brigas, destemperos, desacordos fazem parte de uma vida em comum. E quem tiver Tolerância Zero não consegue ficar nem 60 dias.

Não consigo escrever um texto especial e específico para esta data. Só posso dizer que já comemoramos em grande estilo no sábado passado e ficamos muito felizes com isso. Não há palavras para agradecer. Só gestos.

E não há foto melhor para ilustrar do que um dos frutos deste amor tão duradouro: eu.

Queridas Bipolares e Histéricas

Imagem
Não sou muito afeito aos relacionamentos tão fáceis, sem nenhum entrave, nenhuma dificuldade. Acho que a mulher deve valorizar um pouco o seu "passe", mas nem tanto... Há um ditado que diz: quando a dama diz "não" pode estar querendo dizer "talvez"; quando a dama diz "talvez", isso pode ser um "sim"; quando a dama, logo de cara, diz "sim", não é uma dama.
É mais ou menos isso...

No entanto, quando a conquista vira uma Saga, uma Epopéia, um roteiro interminável, pode ter certeza que não vale à pena. Equilíbrio, sempre! Não pode ser tão mole, mas também nem tão duro. O que vem fácil, vai fácil. O que vem difícil, é muito difícil sair também. Vira uma sombra.

Mas, uma coisa é unânime: as melhores coisas são as mais simples e naturais, sem tanta jogatina. Estou passado com este "jogo" de sedução perturbador. Não aquento mais isso. Também não suporto mais ataques de histeria e bipolaridade. A maioria das mulheres, prin…

4 - LÁBIOS QUE BEIJEI - Série "As 100 MELHORES MÚSICAS DO BRASIL"

Imagem
O Brasil é um país sem memórias.
Esta valsa, composta por J. Cascata e Leonel Azevedo (foto), em 1937, é uma das melodias mais belas do cancioneiro popular brasileiro.
Orlando Silva, na minha visão o melhor cantor do Brasil de todos os tempos, teve um grande sucesso na época. O link para a audição é este:
http://cifrantiga3.blogspot.com/2006/04/lbios-que-beijei.html

Caetano Veloso também gravou a canção. Ficou um acepipe musical dos mais degustativos.
http://letras.terra.com.br/caetano-veloso/549195/

Música não tem tempo. É eternidade.

O NATAL (sob a inspiração de Ramatys)

Ao invés de empanturrar-se de carnes gordurosas, empanturre-se de amor ao próximo, assim como a ti mesmo.
Em vez de abusar das bebidas alcoolicas, abuse da sua sabedoria e fique em paz. Seja a paz!
Troque a troca de presentes pela presença do seu amor à família.
Dê um abraço bem forte em seus amigos declarados, jamais ocultos.
Abra os presentes da esperança por um porvir melhor.
Ilumine as suas árvores com as luzes do discernimento.
Enfeite-as com os ramos da alegria.
Brinde à vida com as espumas do contentamento.
Todos nós somos Papais Noéis ao próximo.
Cada abraço, cada sorriso, cada brinde, cada cântico, cada beijo, cada acalanto é um presente incalculável que jamais será esquecido.
Comemore o nascimento do Cristo Vivo.
Recorde-se Dele.
Apenas este gesto já terá valido a pena ter sido celebrado.
A lembrança afetuosa do Seu Natal.

(sobre inspiração de SRY RAMATYS)

3 - Vento de Litoral - Série "As 100 MELHORES MÚSICAS DO BRASIL"

Imagem
Toda vez que escuto esta canção "Vento de Litoral" (até o título é bonito) me emociono demais da conta. Certa vez, ao ouvir essa música no carro chorei com soluços e lembrei de um amor que deixei na última vida... Loucura né, mas esta era a sensação...

Estes versos me causam arrepios na espinha dorsal e tocam minha alma romântica e mentirosa:
Agora está tão longe ver a linha do horizonte me distrai
Dos nossos planos é que tenho mais saudade
Quando olhávamos juntos
Na mesma direção
Aonde está você agora
Além de aqui dentro de mim...

E a garra com que o Renato Russo canta esta canção é de assombrar.

Aqui o link da parceria histórica da Cássia Eller e o Renato Russo:
http://www.youtube.com/watch?v=I5jZZlBDe8s



BRASIL PRECISA DE LEIS RÍGIDAS CONTRA OS MAUS TRATOS E MORTES DE ANIMAIS

Imagem
Como classificar um ser que agride um animal o espancando até a morte? Não há classificação no reino animal, mineral ou vegetal. Gente não é. Eu só posso chamar de...sei lá...bactéria, vírus...? Pode ser assim. Uma bactéria ou um vírus é um ser deprezível cuja função é apenas causar um malefício, sabendo que, mesmo algumas bactérias são benéficas so mundo.

Ocorre que o mundo está FARTO de ler, ver, ouvir, saber das atrocidades destes seres virulentos contra a natuteza, principalmente os animais. E não só os domésticos, são maldades de todos os tipos e tamanhos, expressões de sadismo sem precedentes.

Não quero aqui ficar enumerando os absurdos destes seres sem alma e sem mente. E também não acredito que estes seres vão amadurecer, crescer ou criar vergonha e luz nas próximas 50 vidas. Por não crer na evolução destes seres pelo amor e pela sebedoria, só nos resta um mecanismo de crescimento, a dor. Sim, a dor que ensina. Não é pagar na mesma moeda, mas PUNIR, evitar e prevenir contra …

O Ciúme - Série "As 100 MELHORES MÚSICAS DO BRASIL"

Imagem
Quando escuto "O Ciúme" do Caetano Veloso, sinto que estou à beira do Rio São Francisco, sozinho, eu e o meu barco - parece cena do filme "O velho e o mar", escrito pelo Hemingway. É uma toada nordestina com direito aos lamentos sertanejos no final.

O sol é  a flor do Chico. Um poema divinal do leão mestre Caetano.
Adoro a frase: "só vigia um ponto negro, meu ciúme"... bem leonino...
Foi gravada em 1987 pelo disco que eu chamo de José, com o Caetano na capa.

Eis os links:
http://letras.terra.com.br/caetano-veloso/44755/

http://www.youtube.com/watch?v=wv8lNrTXB4Q

CARINHOSO - SÉRIE "AS 100 MELHORES MÚSICAS DO BRASIL"

Imagem
Hoje eu inauguro a séria série "As 100 melhores músicas do Brasil", exclusive as clássicas. Eu disse: EXCLUSIVE, isto é, tirando as canções eruditas.

A canção abre-alas da série não poderia deixar de ser o choro "Carinhoso", música de Pixinguinha composta em 1917. Só depois de 20 anos, em 1937, o Braguinha (João de Barro) fez a letra. Esta série não é uma pesquisa e sim, uma opinião pessoal.

Carinhoso é uma música que vai crescendo. Conta com uma nostalgia que impressiona. Gosto mais da melodia do que da letra, mas o tom lírico acompanha o choro. Há alguns anos atrás, a TV Globo fez uma eleição sobre as canções mais amadas dos brasileiros e Carinhoso ganhou a primeira colocação.

Aqui embaixo segue o link para a audição:
http://letras.terra.com.br/pixinguinha/358582/

Maurício Santini descobre Portugal!

Imagem
Neste fim de ano, minha nau desembarca em Lisboa. Minha avó materna, Larinha dos Santos Mattos, ficaria orgulhosa! Quando eu tinha uns 6 ou 7 anos fiz meu primeiro poema e foi para a terrinha!

Lisboa me trará uma certa nostalgia. Quero navegar pelos mares destes descobrimentos e desvelar  assim as minhas origens. Museus, bondes, azulejos azuis. Já sinto o creme do Pastel de Belém e o aroma incondundível das castanhas.

Vou ao Porto, viajar por seus vinhos e ruelas. Passarei por Viseu para conhecer as aldeias de onde eu vim. Passarei o frio nevasco da Serra da Estrela, queijos!!! Visitarei Roma em Évora, e colocarei as mãos no Tejo.

Vou fazer história em Óbidos e escutarei a Amália Rodrigues cantando Coimbra. Ai, o fado!

Ah, este momento que não chega e que quero que seja eterno!

"Sei também quando é preciso pá, navegar, navegar..." (Chico Buarque)
Veja: http://www.youtube.com/watch?v=EDNaAxCWu6g

A FOTO DA VERGONHA

Imagem
Esta foto é emblemática. E deveria ser reverenciada por aqueles que prezam a democracia. Mais ainda aos que defendem a ditadura militar e os mecanismos de tortura que usavam para arrancar "verdades". Reparem que a moça fotografada está sendo interrogada e coloca a cara pra bater, enquanto que o tribunal milico e infâme cobre o rosto de vergonha.

E ainda tem gente com saudade dos anos de prisão militar...

Outro dia escutei um dos meus ídolos do rádio, o Vicente Leporace, com seu sarcasmo e acidez dizendo que os chefes mililares Geisel e Figueiredo estavam reunidos para escolher os governadores de cada estado. Que reunião, hein? Foi numa destas que optaram pelo Paulo Maluf em São Paulo... E o Leporace dizia que muita gente iria morrer do coração quando soubesse quem seria o escolhido... Vicente Leporace morreu do coração dois dias depois de ter dito isso...

No entanto, a moça interrogada, cuja ficha policial foi tão manipulada pela extrema direita como bandida, assassina e…

BALZAC ARREPIADO POR PERIGUETES E NEURASTÊNICAS?

Imagem
Honorè de Balzac se arrepiaria todo se vivesse numa época como agora... Sua preferência pelas mulheres acima de 30 anos era conhecida por toda a França. Mas, qual seria a sua opinião se Balzac vivesse nos tempos de hoje? Será que teria a mesma predileção?

Em seu tempo, as mulheres de 30 anos eram completamente diferentes do que são hoje. Naquela era, as mulheres com mais de 30 anos eram consideradas velhas e fora do mercado. Hoje, boa parte das mulheres de 30 anos está inteira, bela, enxuta, e mesmo mais fofinha, ainda está muito dentro das opções de paquera e namoro.

No entanto, há sempre aquele velho dilema: quando chegam aos 30 anos, as mulheres que nunca se casaram ficam desesperadas para arrumar alguém, para "não ficarem para titia". E as que foram casadas, fazem o movimento contrário - ficam loucas para cometerem as maiores bobagens, antes reprimidas pelo casamento.

Confesso que não gosto nem de uma e nem da outra postura porque acaba tudo na maior sabotagem sacana c…

Crítica do meu livro Eu, Pilatos

Amigos e frequentadores do meu blog.
Leiam esta crítica da Flávia Neves.
http://escritoraflavianeves.blogspot.com/2011/12/sobre-o-livro-eu-pilatos-de-mauricio.html

PUNHO EM RISTE

Imagem
PUNHO EM RISTE
Maurício Santini

Ah, este sentimento de triste alegria.
Esse meu pesar de euforia.
Esse campeão de luto.
Essa minha alegria triste!
Esse calcanhar de dor.
Essa luta em gol, esse punho em riste.
Esse Magrão cheio de Amor.
E com gratidão: Obrigado, Doutor!!!
Você ainda existe!

(EM HOMENAGEM AO DR. SÓCRATES)

A BUNDA QUE ALICIA AO ALCOOLISMO

Imagem
A mesma bunda que vende cerveja é aquela que alicia ao seu filho pré-adolescente ou criança a tomá-la.

Os números do alcoolismo no Brasil crescem gradativamente. E o alcoolatra começa desde cedo, desde a infância. As propagandas das bebidas alcoolicas, permitidas no Brasil, não influenciam o adulto e o velho, mas são sinônimos de sucesso para as crianças e os adolescentes.

Uma bunda gostosa de um mulher loira, um bando de jovens se dando bem, um caranguejo que voa, uma série de artistas bem sucedidos, e por aí vai. O jovem que assiste a isso pensa que, a qualquer momento, tomando aquela gelada, 1, 2, 3 , 10 garrafas, será incluso na ordem dos poderosos e dos garanhões!

Propaganda de cerveja em nada difere à propaganda de tabaco, que já é proibida no Brasil. Os comerciais de cigarro dos anos idos mostravam jovens prósperos, ricos, aventureiros, esportivos e até românticos. Conclusão: o cara fuma, ganha a mulherada, é bem sucedido e depois arruma um câncer na laringe ou no pulmão...

Teu Quase Soneto de Amor

Teu Quase Soneto de Amor

Quero te dizer do impossível.
Onde o meu sol não pode aquecer o teu frio.
E que a minha chuva não cisma em deitar em teu chão.

Quero te falar do impassível.
Que os meus pés não teimam em pisar em teu rio.
E o meu vento não pode soprar a paixão.  

Não quero dizer mais nada e falar quase tudo.
Quero gritar calado, calar berrando.
Essa minha agonia de ficar mudo.

Quero aparecer sumindo. Indo ficando.
Esse meu desamor te amando.
Esse meu chegar partindo...