27.4.15

OM MANI PADME HUM AO NEPAL

O príncipe Sidarta Gautama nasceu no Nepal.
Em terras nepalesas, o nobre tornou-se asceta para depois ascender-se a Buda.

Neste último fim de semana, o mundo despertou tremendo por conta de um terremoto que varreu Katmandu e Pokhara. Até agora quase quatro mil pessoas perderam suas vidas terrenas vitimadas com a catástrofe.

O budismo já havia sofrido um duro golpe com a aniquilação do Tibete pelo ditador Mao Tse Tung.

Contudo, o mundo precisa meditar para que a Luz de Buda continue a bilhar nos escombros do Nepal. Oremos aos irmãos nepaleses com o nosso maior OM MANI PADME HUM.

O  mantra Om Mani Padme Hum é uma frase de compaixão. Nesse momento, além da ajuda humanitária, torna-se urgente o auxílio espiritual aos nepaleses.

Vibrações budistas aos que padecem e sofrem no Nepal.
Buda é compaixão e renascimento.

( A IMAGEM É DA OBRA "OM MANI PADME HUM" DE MARCUS VIANA - WWW.SONHOSESONS.COM.BR)

23.4.15

TUDO É UM, E NÃO O SEU UM QUE É TUDO


Bebe das fontes do Taoismo de Lao Tsé e Chuang Tsu sobre a aceitação, o movimento e o "Sim" e diz que a sua filosofia toda é nova.

Navega nas águas de Sidharta Gautama, anda pelas ruas do Caminho do Meio e cita a influência dos ancestrais e defende que a sua disciplina é revolucionária.

Fala do caminho do coração do Cristo Jesus e vai ao deserto falar com o "Centro Vazio" e declara que toda a sua abordagem é lançamento.

Vai pra medicina dos Vedas hindus e cita a psicossomática do inconsciente e salienta que tudo em sua vertente é novidade.

Ela descobre um mundo novo no velho e diz arrogantemente que é recém-nascido.

Filha minha, suas constelações são bebês prematuros de filosofias milenares, não "arrogue-se".

Ninguém descobriu nada, tampouco você.

Tudo é UM, mas não pense que o seu UM é Tudo.


15.4.15

ACERTE AS SUAS HORAS PARA O PRESENTE

A felicidade não se busca no Google. 
Há um mecanismo de busca mais eficiente na procura da alegria: o estar bem consigo mesmo. Esse estado de contentamento perene, que pode ser compartilhado em todas as redes, se chama Presença de Espírito. Viver hoje sempre. Mesmo que este hoje seja mais amargo, visto que a tristeza é o prenúncio do sorriso. 

Estar na integridade das suas ações, sentimentos e ideias e viver o que o Universo oferece como Presente. 

Se hoje são as lágrimas que correm no rosto, amanhã a boca estampará o riso. Não há eternidade no céu azul, nem nas tempestades. Somos uma união de hojes que desemboca sempre em amanhãs. O amanhã é um hoje de amanhã, sempre! Então, só existe o agora. 

Faça do seu momento uma oportunidade única de experenciar Deus. 

E Deus é noite e dia, lua e sol. 

Acerte o ponteiro das suas horas para o presente.  

* Sob inspiração de OSHO 

14.4.15

O ABORTO E OS ESPINHOS DE MARIA DO ROSÁRIO


Maria do Rosário, jovem de 26 anos, ficou grávida de Agnaldo logo nos primeiros seis meses de namoro. A notícia surgiu como uma bomba. A jovem já estava de quase dois meses quando a futura mãe ficou sabendo. A moça ficou apavorada em contar a novidade ao seu namorado e a reação dele não poderia ter sido pior. O rapaz acusou Maria do Rosário de ter engravidado propositalmente. 

Do outro lado da linha, Márcio, que havia sido pai de Maria do Rosário em uma das suas últimas encarnações, esperava angustiado. Prestes a ser injetado para dentro do corpo físico da mocinha, Márcio esperava a chance de fazer as pazes com a sua filha no passado. Foi assim que Márcio entrou no túnel da encarnação. As memórias foram temporariamente apagadas. Sentou-se no útero de Maria do Rosário, pacientemente, à espera da chance. Apesar das brigas de poder, os dois nutriam um amor profundo.

Dois meses completos e Agnaldo já havia abandonado o barco. Maria do Rosário deprimida e sem recursos resolveu dar cabo ao inesperado numa clínica de aborto clandestina. Entre instrumentos de metal e gritos, o feto deformado e, ainda com pouca forma, pulou na mesa de operação. Enrolado em saco plástico, inerte e roxo, a oportunidade de ouro de Márcio foi pelo ralo.

Com dores no corpo e na alma, Maria do Rosário foi embora chorando para casa. Sua mente alimentava a culpa de ter abortado. Sacou seu celular do bolso e ligou para Agnaldo: - o que você queria aconteceu! Agnaldo, furioso, pediu que ela não ligasse mais. Por alguns instantes ficou pensativo...

Márcio, que deixaria de ser Márcio para ser filho de Maria do Rosário, ficou por alguns dias no escuro, sem saber o que havia acontecido. Sentia uma dor inexplicável e aguda. Não podia se mexer. Gritava.

Quando recobrou a consciência, semanas depois, ficou sabendo que a chance que tanto esperava havia sucumbido e que seu sofrimento era decorrente de um aborto. Um sentimento de revolta tomou seu espírito. Prometeu vingança e alojou-se feito uma parasita na aura de Maria do Rosário com pensamentos assombrosos. Ficou ali por dois anos... Ideias de suicídio passeavam pela cabeça da moça. Quase. 

Nunca mais Maria do Rosário foi a mesma. Fazia tempo que não falava com Agnaldo, mas ficou sabendo que o rapaz havia sido internado para tratar de cirrose hepática. Ficou triste. Retomou sua vida depois de três anos ao conhecer Reinaldo. Os dois resolveram se juntar depois de dois anos de união. Reinaldo, sabendo o que havia acontecido com a sua esposa, nutria a vontade de ter um filho. No entanto, Maria do Rosário ainda traumatizada, pediu um tempo. Depois de um ano e meio, Maria do Rosário sentiu fortes dores na região abdominal e procurou a saúde pública. O diagnóstico era endometriose. Ela não poderia engravidar mais. Ficou arrasada. 

Enquanto isso, os Senhores do Karma resolveram reencarnar Márcio dez anos depois do ocorrido. E Márcio reencarnou na pele de Jonathan, filho de Patrícia, que não tinha nada a ver com a história de Maria do Rosário. Jonathan havia nascido com um defeito congênito no coração. O feto carregou a vingança de Márcio para a próxima vida.

Agnaldo morreu de cirrose.

E Maria do Rosário não pode realizar o sonho de ser mãe naquela vida. Vivia na sombra. 






7.4.15

MEUS SENTIMENTOS AO DIA DO JORNALISTA

Hoje é o Dia do Jornalista!

E pelas minhas contas, este deve ser o terceiro dia que festeja o jornalista por ano... Tem Dia da Imprensa, Dia do Radialista, Dia do Jornalista Digital...

Muita festa e pouca profissão, isso sim!

Eu só posso lamentar esse dia do jornalista. Antes, orgulhosamente eu ostentava o título de jornalista, hoje praticamente eu escondo. Hoje a profissão está em extinção. O que eu farei daqui pra frente?

É certo que o jornalista carrega, em sua essência, um ego extremamente inflado. Muitos, e para não dizer a maioria, querem aparecer mais do que a notícia. Outros são vendidos e partidários (grande parte ostenta um fardo reacionário e um discurso especializado e odioso em criticar a esquerda). São estes colunistas e articulistas da classe média, a mesma que ateou fogo e incendiou as ruas em 1964, junto à Marcha da Família, à TFP, a CNBB, a OAB, a FIESP, entre outras instituições "banqueiras" destes veículos.

Tenho que ser breve mesmo porque, hoje em dia, ninguém lê quase mais nada que ultrapasse dois parágrafos.

Parabéns então aos veículos de comunicação como a Rede Globo, que se valeu de uma Ditadura Militar para aniquilar a TV Excelsior e figurar na liderança da audiência!

Parabéns ao SBT (ex-TVS) por criar, durante os vinte anos de Ditadura, a Semana do Presidente.

Parabéns para as rádios Bandeirantes e Jovem Pan por trazerem filósofos e sociólogos da Oscar Freire!

Parabéns à Editora Abril pela revista Veja, a revista mais carochinha e criadora de fatos conspiradores no Brasil! E por manter os empregos desta gente tão diferenciada e bancar a sua tropa de elite de colunistas.

Desculpem os companheiros, mas nada deve ser comemorado no dia de hoje.

Vergonha.

6.4.15

CAMISINHA DO BOM SENSO EVITA AS DOENÇAS VENÉREAS DA ALMA

Promiscuidade denota um comportamento sexual desregrado ou sem regras determinadas, de sexo casual entre pessoas conhecidas ou não conhecidas entre si. Essa é a definição mais comum do termo: promíscuo. 

Muita gente torce o nariz quando eu falo sobre a promiscuidade porque pode parecer falso moralismo. Mas, não é. Eu enxergo a promiscuidade como um mero desequilíbrio emocional ou até mesmo psíquico. Na melhor das hipóteses, um comportamento instintivo animal, haja vista que grande parte dos animais é promíscua porque vive em função de preservar a espécie ou está atada meramente aos desejos.

Sexo está longe de ser pecado, mas viver em função do sexo é desequilibrante. O mesmo que viver em função da comida, da bebida, do dinheiro. Desequilíbrio. E com um agravante, sexo a dois ou a grupo trata-se de uma mescla energética. Isso posto, quando você transa com uma ou mais pessoas, você não transa apenas com o corpo físico e sim, com o mental, o espiritual, o emocional, o energético. 

A promiscuidade eleva em 100% a chance de outras infecções, além das chamadas venéreas. Você pode pegar gonorreia emocional, cancro afetivo, sífilis espiritual. Muita gente dorme literalmente com o inimigo, o sexo foi ótimo, mas a recarga energética das sombras vai persistir por um bom tempo na aura. E quem disse que isso não vai para o físico? Toda a doença ou o mal nasce no campo energético. Então, quando eu menciono a promiscuidade não é mero moralismo. É conhecimento do que pode desencadear estas relações. 

Você pode me dizer que, para isso, não precisa transar, a gente se contamina de qualquer maneira. É verdade, mas a diferença está entre pegar um simples resfriado ou uma pneumonia virótica que é bem mais grave e duradoura. É o que chamamos de Vampirismo e a maneira mais efetiva de vampirizar alguém é pelo sexo, seja ele, físico ou extrafísico. 

Uma simples comunicação com uma pessoa com energia mais densa pode te trazer um trabalho, uma relação mais duradora e sexual, traz uma verdadeira avalanche de energias dissonantes. 

Portanto, usemos a camisinha do bom senso! 








1.4.15

SAIBA O QUE É EUMESMOÍACO

Eu sempre via aquele nome pixado na parede de uma casa e não sabia decifrar o que se tratava... Para mim, nada demais, apenas uma expressão destes sujeitos que sujam a cidade e ficam impunes. Mas, algo me fez refletir sobre a palavra desenhada: EUMESMOÍACO. E não é que eu me toquei do significado do termo?

EUMESMOÍACO, que estava sem acento e por isso prejudicava a minha tradução, significa Eu Mesmo + Íaco, sufixo de maníaco. Isto é, Maníaco por si mesmo.

Só mesmo um EUMESMOÍACO poderia pixar isso numa parede. Ele quer aparecer sempre! São Paulo está repleto de EUMESMOÍACOS que pensam apenas no próprio umbigo. O Mundo está lotado de EUMESMOÍACOS. O que não falta é gente com mania de si mesmo.

E quanto mais EUMESMOÍACO, mais EU inferior e, consequentemente, menos Consciência. Menos Consciência, menos Deus, Quanto maior o Ego, mais distante do Eu Universal.

Os ateus ainda não se tocaram que Deus é uma unção de EUs. DEUS É  A UNIÃO DE EUS. Todavia não são estes eus alicerçados pelo ego e pela vaidade, são os EUs nada ensimesmados.

São os EUs que se tornam Nós para depois se tornar apenas UM, o EU maior, DEUS.  







Dos religiosos que se omitem

É notável que alguns grandes líderes religiosos e espiritualistas, muitos não tão grandes assim, têm mantido uma postura neutra diante do mo...