31.8.12

SOMOS AS TEMPESTADES E O CÉU AZUL


O tempo está sujeito a intempéries. Por que então seria diferente com a gente?
As vezes eu promovo tempestades. Outras está um belo dia de sol dentro de mim. Mas, o tempo vira, o vento bate, e o céu nubla. Esta é a natureza!

A sabedoria consiste em saber flutuar pelo céu azul e pelo cinza das nuvens.
Saber navegar quando chove e se proteger dos vendavais e tempestades.
Se vai chover tão forte, abrigue-se.
Se vai ter sol escaldante, proteja-se.

Nós somos as virações do tempo e a constância do ar seco.
Somos os temporais e a brisas da manhã.
Não há como escapar do tempo.

O sábio é aquele que pode prever porque lê o céu.

Ele sabe viver com o tempo.

30.8.12

Soneto aos olhos do menino Mukunda*


Soneto aos olhos do menino Mukunda*

(Dedicado à Paramahansa Yogananda)

Que amor é esse capaz de inundar meus olhos num oceano de lágrimas?
Que amor é esse que amanhece em mim estes raios fúlgidos de sol?
Que amor é esse que beija meus pés e caminha devoto à terra?
Que amor pode decolar minh´alma e fazê-la flutuar cônscia pelo ar?

Que amor é esse que me abraça quando eu rogo a Deus em fugir?
Que amor é esse que sorri quando eu penso sumamente em chorar?
Que amor é esse que me encontra quando teimo em me perder de mim?
Que amor pode varrer do meu peito as folhas secas que caem do meu jardim?

Mestre, teus olhos são refletores que acendem meu caminho.
É na tua rede que eu deito meus sonhos e embalo o meu coração.
Dentro de mim mora o teu sorriso e ele é o sândalo da auto-realização.

Mestre, teu amor segue em mim imperecível!
Consagro em mim teu espírito com a mais bela guirlanda de flores.
E a oferto a ti como prova do perfume que sai das tuas próprias mãos!

* Mukunda Lal Ghosh – nome de batismo de Paramahansa Yogananda

 * Poema de 2009





UM MEDO QUE NÃO SEI DE ONDE VEM...

O medo é inerente à raça humana. Deve ser algo ancestral, sei lá. Ocorre que, vez em quando, acordo com um medo que não sei de onde vem. Pode ser de um astral que visitei durante as saídas do corpo. Pode ser de alguma insegurança. Como diz o Molinero, o medo é um dos sete demônios do homem. Mas, as vezes ele nos salva de perigos.

Orai e vigiai!

Não há porque temer! Então vamos jogar fora os medos infundados porque devem ser crostas na nossa aura. Vamos firmar na segurança, na confiança e na coragem. Todavia, devemos aprender a escutar os nossos medos... As vezes eles surgem como boicote. Outras, o medo não é nosso e sim de alguém que se aproxima.

Quero ter medo de ter medo.


29.8.12

A FAVOR DA CORRENTE DO TAO


Como podemos prever o amanhã? Não temos controle do que vai acontecer com a nossa vida. Temos apenas que fazer a nossa parte e confiar que o Universo (leia-se DEUS) faça a DEle.

Somos autônomos, não Soberanos! As vezes me pego com a ansiedade de querer controlar e isso me causa pânico. Será que é um pouco de desconfiança de Deus? Heresias à parte, peço que o Criador realize aquilo que não está na minha alçada, e quase nada está na minha alçada.

O que posso fazer é fazer por mim e por aqueles que amo e pelas causas que eu luto. O resto, o Universo se incumbe. Muitas vezes as ações Universais não estão acordadas com a nossa vontade. No entanto, não temos como saber com profundidade o que é de fato bom para a gente. A dor não é um indicador de infelicidade e nem tampouco o prazer corresponde à alegria.

Vamos continuar a seguir a corrente do TAO e vibrar para que venham ondas de felicidade!


28.8.12

41 - DOMINGO NO PARQUE - GILBERTO GIL - SÉRIE "AS 100 MELHORES MÚSICAS DO BRASIL"


Em Domingo no Parque, de Gilberto Gil, composta em 1967 e que fez parte daquele memorável Festival da Record, tudo é inovação. Desde a prosa da sua letra, até o início escatológico da orquestra mesclando com os gritinhos da guitarra dos Mutantes. Como lidar com um festival que tinha, além de Gil, Caetano, Chico Buarque, Sérgio Ricardo, MPB4, Edu Lobo, entre outros???

Bacana ver, Gilberto Gil de cavanhaque, acompanhado de Rita Lee, bem novinha e Sérgio Dias e Arnaldo Batista se divertindo. A canção é uma brincadeira e vai tomando tons de drama. Termina numa roda de morte e, por final, no próprio desencarne trágico.

Fantástico! Genial! Ali surgia um dos maiores gênios da música: o geminiano Gilberto Gil.

Veja a gravação original do festival:
http://www.youtube.com/watch?v=Zbv3M-AdxC0

27.8.12

AS FÃS OBSESSIVAS E A EXCLUSIVIDADE HISTÉRICA E VAZIA


Eu não consigo entender a razão pela qual muitas pessoas exercem verdadeiro fascínio por celebridades. Esta fascinação excede o bom senso e se torna uma possessão, uma obsessiva possessão. Eu chamo isso de Histeria Inútil.

Muitos "admiradores" se acham proprietários dos artistas. Donos de quê exatamente? Da exclusividade por amar a arte deles?

Volto a repetir, jamais confundam a ARTE com o artista! São pessoas diferentes!!!

Artista tem a sensibilidade mediúnica de incorporar a arte, apenas isso. Mas, se ele não faz este papel de médium, outro fará. Então, para que tanto endeusamento?

Deus é apenas UM e somos extensões DEle. Todos nós! Sem distinção.

Amar a arte de alguém é respeitar a privacidade do artista e reconhecer sua limitações.

O resto é Patologia.

23.8.12

A MODA É TODO SER SER VIP


Será que sou Very Important Person?
Fui semi-convidado para um evento onde somente os "famosos" foram laureados. Eu disse: semi-convidado. Sim, porque a pessoa semi-convidou e depois "desconvidou". Ou esqueceu que tinha convidado.
Será que perdi minha importância? Ou será que não entrei na lista pelo quorum alto de convidados ilustres?
Muitas vezes dou graças a Deus e aos Anjos por não ser tão VIP.
Sim, porque o VIP sempre tem a impressão de que ninguém o ama, apenas se interessa por sua influência.
Eu como me pauto pelo Amor e não pelo Poder, prefiro ser amado aqui, oculto.
E como penso que perante ao Universo todo ser é VIP, o que dirá ser convidado para um relés desfile de moda?
Interessa a pessoa, não a imagem que pode ofertar a quem convida.
Eu sou VIP para mim mesmo e para os que me amam, e isso me basta!!!

22.8.12

O TARADINHO DO BRASIL E A QUASE IMPERATRIZ DOMITILA

Acabo de ler "A Marquesa de Santos", do Paulo Setúbal. Agora vou complementar minha leitura com "Titília e o Demonão", cartas que D. Pedro e Domitila trocaram durante anos...

Não cheguei a uma conclusão sobre esta personagem, mas minha intuição reza que ela não era nada do monstro arruinador de lares como relatado na história. Ocorre que a Imperatriz Leopoldina era amada pelo povo brasileiro e sua morte prematura contribuiu para que a imagem da Marquesa de Santos fosse dilacerada pela opinião pública.

Mas, acredito que o maior vilão desta história seja o irresponsável tresloucado e tarado Pedrinho! Aliás, dizem que ele até espancou Leopoldina dias antes dela morrer, o que contribuiu para o fato. Apesar do seu valor histórico como instrumento de libertação do Brasil, o pulha do Brasil tinha a necessidade de se afirmar como macho e como imperador.

Creio que a Marquesa foi mais uma vítima do que uma conspiradora. Creio mesmo que se apaixonou pelo infeliz e déspota, além de bipolar. Prova disso é que às margens do casamento com a Marquesa de Santos, Pedrinho, Pedro I no Brasil e Pedro IV em Portugal, enfiou uma bota no traseiro de Domitila para se casar com Maria Amélia, a princesinha linda de 16 anos.

A Marquesa de Santos, assim como os franceses que chegaram em Portugal para tomar o poder em 1808, ficou a ver navios...

21.8.12

A ARTE É UMA AVE. O ARTISTA É O MÉDIUM. NINGUÉM É ESPECIAL!

A obra é muito mais importante que o artista!
O que é a arte se não a expressão divinal ou infernal?
E quem pode expressá-la? Os médiuns. Todo artista incorpora a arte!
E se ele deixar de incorporá-la? Outro artista fará o papel de intermediário!
Ninguém é insubstituível porque a arte é feito uma ave que voa com uma mensagem. Ela pousa no ombro daquele que está com o peito aberto e as mãos vazias! Se o pássaro não encontra poleiro em determinada pessoa, pousará em outra! Porque a obra deve ser expressada!

Este é um recado aberto a todas as pessoas que "endeusam" um artista e "pousam" e projetam suas ambições e frustrações por cima do ombro deles.
Qualquer um pode ser médium do Alto ou do baixo. Basta estar aberto para isso!
Ninguém é especial e todos assim são!
Trate toda a humanidade como Especial e assim será também!

Mas, jamais deixe de cumprir a sua missão em detrimento dos outros!
Seja um artista de si mesmo e incorpore a sua arte!
Há uma ave esperando pousar em você!
Se deixar de abrir seu coração, de ter a mente aberta e as mãos vazias, ela pousará em outros ombros.
E você será apenas comum num mundo de especiais.

20.8.12

FRASE DO DIA: EU SOU UM, MINHA ARTE É OUTRA. AS VEZES, A GENTE SE ENCONTRA. OUTRAS, SE DISTANCIA. EU NÃO SOU AQUILO QUE COMPONHO OU ESCREVO.

E Deus dirá: Faz a tua parte e Eu farei a minha!

A gente tem que planejar sempre sabendo que nada depende tão somente de nós. Não é uma visão pessimista. É que somos Autônomos num Universo Soberano. Temos autonomia e um livre arbítrio restrito. Quanto maior a lucidez e a consciência, maior a liberdade de escolher, mas também maior a ciência que somos parceiros de Deus.

Eu posso ir ao banheiro neste momento? Sim, claro. Todavia, eu posso viajar para a Europa daqui a cinco minutos? Teoricamente sim, por técnicas de matéria e anti-matéria, mas neste momento, não. Eu posso me casar com uma mulher que eu amo e que está com outro? Sim, desde que ela se separe e passe a me amar na mesma proporção. Mas, neste instante, a resposta é não!

Mesmo assim, com restrições de arbítrio, temos que planejar, otimizar, visualizar e lutar para que os nossos anseios sejam realizados. No entanto, temos que ter em mente que temos uma parceria com o Universo e que Ele sim é Soberano.

E Deus dirá: Faz a tua parte e Eu farei a minha!

17.8.12

AS 150 COISAS DAS 150 MIL PLAQUETAS DA MARIANA

QUERIDOS LEITORES.
PARA QUER SE EMOCIONAR, BASTA ENTRAR NESTE BLOG DA AMIGA MARIANA NOGUEIRA.
ELA FAZ UM RELATO DAS 150 COISAS QUE QUER FAZER QUANDO TIVER 150 MIL PLAQUETAS.
LEIAM:
http://centoecinquentamil.blogspot.com.br/


40 - QUEM SABE? - CARLOS GOMES E BITTENCOURT SAMPAIO - SÉRIE "AS 100 MELHORES MÚSICAS DO BRASIL"


Quem não conhece esta canção composta em 1859 pelo maestro de Campinas, Carlos Gomes? É uma das maiores pérolas do cancioneiro popular.
A letra é do jornalista Bittencourt Sampaio.
A canção embalou centenas e centenas de saraus pelo Brasil.

A melodia é de uma suavidade impressionante. A letra é delicada. Tudo aqui é sonoro. Não poderia deixar de mencionar esta canção.

Aqui um link para audição e abaixo, a letra.
http://www.youtube.com/watch?v=aQbkMwHhElk&feature=related

http://letras.mus.br/carlos-gomes/742824/


Envelhece mesmo quem não espera mais nada


Não podemos calcar nossas vidas apenas nas Esperanças. Mas, jamais devemos deixar de tê-las.
Porque se as Esperanças não nos movem, pelo menos nos acalanta.
Se algo está ruim temos que Esperar que melhore. Esta "Esperança" deve ser cultuada com boas ações e pensamentos. Entretanto "matar" as Esperanças seria o mesmo que cometer suicídio.
Envelhece mesmo quem não espera mais nada.

16.8.12

A COLHEITA DO QUE QUEREMOS PLANTAR

Não dá pra saber se vai dar certo antes de ter tentado.
Não temos como aferir mais pra frente o que ainda está no começo.
Basta tentar, dar início e prosseguir à espera de algum resultado. Mas, é preciso tempo.
No entanto, qualquer empreendimento, seja ele profissional ou emocional, tem que ter um relógio de maturação.
Semear, plantar, esperar, colher e avaliar se é bom ou ruim.
O que acontece é que as pessoas querem atropelar o tempo certo. Ao invés de semear, querem colher o que nem foi plantado. E assim, acabam consumindo o que ainda está verde.
Outras vezes, as pessoas esperam apodrecer para poder colher. Depois amaldiçoam o fruto. Todavia, não leu o tempo correto da colheita.
Para semear é preciso ter a ideia na mente e saber o que quer.
Para esperar é preciso paciência para usar o tempo propício.
Para colher é necessário ler a hora e o momento exato do amadurecimento.
E para avaliar é preciso ter em mente o que plantou de fato.
Tudo isso deve ser regado com o coração.

VÁ ASSOMBRAR OUTRO CASTELO!

Como você pode saber o que é melhor para a vida de alguém se você não sabe nem o que é melhor para você? Se não fosse assim você não faria escolhas erradas, não é? E a gente faz escolhas erradas. Então, vamos parar de meter tanto o bedelho na vida dos outros e julgar ou prejulgar as atitudes das pessoas porque não sabemos e não conhecemos a Verdade Absoluta. Só Deus sabe.

Mas, é um tal de opinar e mandar ver crítica na ação das pessoas, é um tal de achar que sabe que aquilo seria melhor... É o fim da picada! As pessoas se metem demais na vida das outras e não conseguem resolver as próprias pendências.

Vai assombrar outro castelo!

14.8.12

EU NÃO FAÇO ANOS, OS ANOS É QUE ME FAZEM

Por que hei de ficar feliz na data do meu aniversário se o Ocidente é tão preconceituoso no tocante aos anos que se passam?
Por que hei de comemorar a vida se a vida existe sempre e eternamente e até mesmo depois da morte?
Por que hei de festejar se o simples fato de mencionar uma idade média assusta algumas pessoas?
Por que hei de bebemorar se não posso me unir, me aliar, amar alguém que seja tão novo ou tão velho diante dos padrões humanos?
E por que tenho que agradecer o desgaste das minhas peças se elas são como uma maldição, assim como foi a separação de Adão e Eva?
Se a cada ano que se passasse o Ocidente respeitasse e amasse as pessoas ainda mais por suas experiências e sabedorias adquiridas...
Se a cada tempo que surgisse um sopro de vida fosse renovado e que a escala etária servisse de celebração e não de chacota...
Se  o simples fato de amar alguém tão distante da idade cronológica e ilusória não chocasse à sociedade...
E se eu tivesse a LIBERDADE de amar alguém sem preconceitos ou deboches...Sem medos do tempo!
E se o meu corpo físico se renovasse a cada hora e que as vestes físicas fossem apenas despojadas na hora da morte como se tivéssemos apenas trocando de roupa.

Não, eu não celebro os meus anos porque o mundo não os celebra de fato.
E apenas farei isso, se um dia a humanidade der conta que a vida existe para sempre, que os anos não assustem mais ninguém, e que eu possa amar a quem eu amo livremente, sem julgamentos.
Se alguém quer me homenagear na data do meu aniversário apenas não me meça pelo ano que eu nasci e me deixe ser livre para viver o que me cabe, sem discriminações.
Eu não faço anos, os anos é que me fazem...

O VELHO E O MENINO

Há um menino mimado e traquina dentro da gente e que busca o colo da mãe a qualquer perigo. Assim como Peter Pan, ele cisma em não amadurecer e acaba nos sabotando por medo de uma vida mais razoável.

Há um velho precoce dentro da gente e que empaca toda vez que a gente quer viver mais. E ele encurva a coluna e diz que não pode. Rabugento, ele boicota os nossos anseios por uma vida feliz.

Mas, onde estamos agora nesse momento? Somos meninos? Somos velhos?

Não, somos adultos, maduros e imaturos, velhos e meninos. No entanto, nem o novo e nem o ancião deve ou pode nos dominar. Mas, eles podem e devem se manifestar vez em quando.

Assim, convido o velho a se afastar de mim, sem perder a minha sabedoria e experiência. E convido o menino a tomar um sorvete, esfriar a cabeça e crescer um pouco mais.

Tenho que tomar posse da minha maturidade e da minha meninice. Isso é ser um jovem maduro.


13.8.12

IMAGEM DA TARDE


PREJULGAR E CONDENAR HUMANO EST

A turba é ávida por apontar o dedo! Mas, este ímpeto todo não se faz quando a palavra é reconhecimento, gratidão. Faça 99 coisas lindas e uma, apenas uma duvidosa ou errante, e a corja de massacradores cairá por cima do seu cadáver.

Prejulgamento é julgar previamente e condenar com determinação.

Acabo de colocar um frase numa rede social e por desentendimento da mensagem houve uma pré-condenação. Foi um mal entendido, mas lá vieram os abutres e bradaram suas lanças por cima de mim.

Antes de condenar, procurem entender a mensagem e a ação.
 E jamais condenem!

10.8.12

39 - AMOR À VISTA - LAERT SARRUMOR - SÉRIE "AS 100 MELHORES MÚSICAS DO BRASIL"


Quando eu falo em elencar as 100 mais importantes canções de um país, eu não me refiro às mais belas e sim, as mais significativas. Desta maneira, eu não posso deixar de mencionar uma canção da maior banda cômica do Brasil de todos os tempos, a cult Língua de Trapo.

Tivemos aqui a banda Premê (Premeditando o Breque), o mineiro Kakinho Big Dog e os adolescentes Mamonas. Mas, nada se compara à inteligência do Língua, cuja liderança é do Laert Sarrumor. Meu parceiro e arranjador Sergio Gama é um dos co-fundadores e guitarrista da banda.

Amor à Vista, de 1985, do álbum "Como é Bom ser Punk" é uma delícia de Blues debochado! Letra inteligente, interpretação hilária e apropriada, solo de guitarra bacana. O Língua tem como hino a Conchetta, que todo mundo conhece. Mas, na minha opinião Amor à Vista sintetiza melhor o humor inteligente da banda.

Escutem e morram de rir:

http://letras.mus.br/lingua-de-trapo/137956/

http://www.youtube.com/watch?v=96yJClj6--Q


OLIMPÍADAS = SURPRESA - SOBERBA

A vida é hilária e irônica.
Nesta Olimpíada de Londres percebemos muito bem que a SOBERBA foi a tônica de alguns atletas. E que a SURPRESA humilde foi a vencedora.

César Cielo, que preferiu não se arriscar e ajudar o Brasil no Revesamento 4x100, batia no peito soberano e no final das contas saiu com um Bronze derrotado. Enquanto isso, Thiago Pereira veio quietinho e abocanhou uma prata.

Daí, a melhor do mundo, Marta, do futebol feminino, assistiu as japonesas as eliminarem precocemente.

Diego Hypólito (assim que se escreve) tinha feito saltos mirabolantes, dançado no chão como um Silfo, mas na hora do vamos ver, fora. E a Daiane dos Santos que inventou um salto, também refugou, mais uma vez...
Enquanto isso, um cara que ninguém tinha ouvido falar, Arthur Zanetti, venceu nas argolas. Ouro!

Os judocas mais famosos caíram e a Sarah Meneses, do Piauí, mandou ver e tatame de ouro pra ela! Quem imaginaria?

E por aí afora, Doda e Pessoa do Hipismo (e desta vez não foi o cavalo que refugou), Scherer da Vela, Maurem Maggi, o volei de praia... E a refugada do vento, Fabiana Murer? Treina na Europa, tem o mesmo técnico que a russa campeã, e ficou com medo (essa é a verdadeira refugada) do vento.

E assim, podemos ganhar ouro do futebol masculino, inédito! E no boxe com os irmãos Yamaguchi e Esquiva.

Pois é, tudo isso pra lembrar que a Soberba é o inimigo número 1 do Sucesso.


8.8.12

POR UMA UMBANDA LIMPA - DESPACHO COM ANIMAIS E TRABALHOS DE AMARRAÇÃO SÃO PROMOVIDOS PELAS SOMBRAS. VOCÊ GOSTA? VÁ EM FRENTE E ANDE PRA TRÁS!


Lutemos contra o mau sacerdócio dos ritos genuinamente africanos.
Espíritos de luz, Orixás, santos e entidades que se prezam não pedem Permuta com os encarnados. Jamais, eu disse JAMAIS sugerem mortes, plasmas sanguíneos, vísceras, ossos e carnificina para se alimentarem. Espíritos de luz se nutrem de luz, de amor, de paz, de liberdade.
Anjos e deuses estão numa oitava superior.
Espíritos trevosos e de baixo nível promovem trocas e favores sim.
Se você busca parcerias com as Sombras, vá em frente! Mas, você pagará seu débito mais tarde...

Eu respeito As Sombras, mas não quero fazer conchavos com elas. Eu tenho Sombras e elas podem agir a meu favor. Mas, não vou alimentá-las de mais ódio, de mortes, de sofrimentos, de dores.

Se quiser amarrar alguém, amarrado você está. Se quer alguém ao seu lado, LIBERTE-A!

Entidades de Luz na Umbanda e no Candomblé não precisam de despachos de carcaças mortas. Orixás são seres naturalmente Superiores. Não buscam carne, osso, pele. Quem promove isso são os péssimos sacerdotes que procuram ficar ricos em detrimento da ignorância dos desavisados. Eles prometem a pessoa amada em três meses, desde que você pague os "trabalhos" milionários. Sacerdote bom não faz trabalho. Ele ritualiza sim, sempre para a luz e pra benfeitoria da alma!

Quem promove "trabalhos" são magos negros e que têm o rabo preso com entidades sombrias. São escravos e senhorios das Trevas. A menos que você se identifique com isso, e é uma opção, fuja!

Quem faz amarração ao outro cria um Karma negativo.

Quer crescer profissionalmente? Trabalhe com afinco, dedique-se à uma causa, utilize a energia monetária com bom senso, ajude a si e aos outros.

Quer ser amado? Ama primeiro e faça por merecer. O amor é livre, não precisa de amarrações!




6.8.12

AO MORRER, PROCURE FICAR CALMO

Minha irmã me contou ontem sobre uma aventura de alguns mergulhadores nos mares da Ilha Bela. O maior naufrágio do Brasil aconteceu nesta ilha. Foi no começo do século XX, com o navio espanhol chamado Príncipe das Astúrias. Era madrugada quando o barco naufragou levando centenas de pessoas ao fundo do mar.

Estes mergulhadores relataram que, ao descerem até perto dos escombros do navio, tiveram incidentes assombrados. Eles relataram que sentiam que alguém mexia com seus instrumentos de mergulho. Além disso, ouviram gritos vindos do barco, gritos de pavor.

Interessei-me pelo assunto e devo colocar algo no meu próximo livro. Todavia, acredito que, muita gente ainda deva estar acorrentada mentalmente a este acontecimento por questões cármicas. Sim, os socorristas espirituais têm a missão de resgatar pessoas que desencarnam. Entretanto, o padrão mental de pânico de algumas pessoas pode inviabilizar socorros, isto é, o medo, a tensão, o desespero pode criar uma capa densa em que os espíritos auxiliares não podem acessar.

Por que eu estou contando isso? Logicamente que, ninguém ao morrer vai ficar calminho, mas chega uma hora que você se dá conta que desencarnou e que não há mais nada o que fazer. Então, nesta hora, procure ficar mais lúcido e calmo e peça auxílio aos seus amparadores e anjos.

Ore e guenta mão que o socorre vem.

3.8.12

HOMENS E MULHERES DO TEMPO

Não é fora, é cá dentro.
Independe do tempo.
Tem mais a ver com a chuva que cai dentro da gente. Tem mais a ver com sol que raia no peito.
Um céu azul pode ser lindo, mas o tempo somente é mais claro se a gente torná-lo mais claro dentro de nós.
Muitas vezes o tempo está cinza aos meus olhos e uma tempestade de lágrimas inunda meu tempo.
E pode até ser que lá fora não haja nenhuma nuvem, mas dentro de mim o tempo, vez em quando, está nublado.
Assim como, quando a gente está no amor, o tempo lá fora não importa muito porque o sol está aqui dentro.  E o nosso coração amanhece sempre num dia bom.
Pode chover pedras, pode tremer a terra, no amor o tempo permanece aberto, mas sujeito a chuvas e a trovoadas no decorrer do período.
Nós somos homens e mulheres do tempo.
De um tempo dentro da gente.

2.8.12

A RIXA FORA DE MODA E BURRA ENTRE REDAÇÃO E ASSESSORIA AINDA DÁ AS CARAS

Já perdi as contas de quantas vezes acompanhei o caráter arrogante de alguns jornalistas. E mesmo depois do terceiro milênio ter se instalado e o século XXI aportado, ainda percebo atitudes demodês da rixa entre os jornalistas de redação e os de assessoria de imprensa.

Eu me lembro de uma jornalista da Folha S. Paulo que cuidava da Folha Equilíbrio. Era considerada o "demônio" das assessorias pela falta de educação e de modos aos assessores de imprensa. Ela ficou por lá alguns anos. Mas, certo dia ela foi demitida. E adivinha onde ela foi parar? Numa agência de comunicação!

Quantos jornalistas que trabalharam em redações perderam seu empregos pelos "passaralhos"? E pra onde foram? Pras assessorias.

Eu sou jornalista corporativo há mais de dez anos. Essa foi uma opção que, a meu ver, era mais inteligente, livre e rentável. Jamais abaixei a cabeça para qualquer jornalista de redação,TV, rádio, site. Nunca! Mesmo porque sou formado e conto com especializações também. Então, oferto meu profissionalismo aos veículos de comunicação. E quem é inteligente sabe que esta relação, assessoria e redação ou produção, é uma via de duas mãos, ambos necessitam.

Mas, infelizmente a arrogância e a estupidez perseveram no ego de alguns péssimos profissionais, inclusive até amigos (ou ex-amigos).

Há tantas máximas no jornalismo... Citar as fontes, não burlar exclusividades, ser imparcial, porém opinativo.
No entanto, muitos colegas se esquecem que o tempo pode jogá-los para todos os lados. Um dia, quando a gente menos espera, a gente precisa sobreviver. E aí, arrogância verte-se em humildade pelo desemprego.

Oremos e vigiemos!

1.8.12

38 - AMOR EM PAZ - VINÍCIUS DE MORAIS E TOM JOBIM - SÉRIE "AS 100 MELHORES MÚSICAS DO BRASIL"


Se há uma música sofisticada ela se chama "Amor em Paz".
Foi gravada por muitos intérpretes, entre eles, Adriana Calcanhoto, Gal Costa, Ivan Lins, João Gilberto e Zé Renato. A letra é do Vinícius, bem simples e dolorosa. A música é de 1960, pelas minhas pesquisas.

Certa vez eu a escutei andando pelas ruas de Paraty. Foi algo lúdico, poético, nostálgico. Vocês não imaginam o que é escutar Amor em Paz de madrugada, nas ruas históricas da cidade, ao vivo. É algo que não consigo descrever.

Abaixo está uma versão que gosto muito, a do Zé Renato. Logo abaixo, a original com o Tom Jobim.
http://letras.mus.br/ze-renato/281358/

Tom Jobim:
http://letras.mus.br/tom-jobim/49051/

A TECNOLOGIA PODE TRANSMITIR O MEU AMOR

A tecnologia pode transmitir o meu amor via web. Pode canalizar meu sentimento pelas redes sociais. E pode fazer com que eu mate as saudades de quem eu amo pela internet. Então, a tecnologia é um bem para quem a utiliza para o bem.

Mas, assim, como toda energia, a tecnologia pode ser destrutiva e aniquilar amores e amizades. Todo cuidado é pouco!

Eu já fiz canções pela internet, escrevi capítulos pelo computador. Agora mesmo, escrevo estas linhas que serão lidas por olhos de todos os lugares do mundo.

A tecnologia deve ser a nossa aliada. Pode carregar luz pra todas as almas.

A tecnologia deve sim fazer downloads de todo o meu amor pelo mundo.

Nós não somos estátuas de sal

A Bíblia conta a história de Ló e de sua família que foram salvos por Deus da destruição de uma cidade inteira. Todavia, o Senhor recomendo...