JEITO DE MATO - POEMA DE ORIGEM DA LETRA

Fãs da Paula Fernandes, para quem não conhece este é o poema que originou a canção.

Depois, transformamos em letra com alguns ajustes.

Espero que gostem

 

Jeito de Mato

Por Maurício Santini
Para Paula Fernandes

De onde vem esses olhos tão tristes?
Da campina branda onde o sol se deita.
Do regalo de terra que o teu dorso ajeita.
E dorme serena, no sereno e sonha.

De onde é que salta essa voz tão risonha?
Da chuva que teima, mas o céu rejeita.
Do mato, do medo, da perda tristonha.
Mas, que o sol resgata, arde e deleita.

Há uma estrada que passa na fazenda.
E vai te levar ao destino, tua senda
Onde os anjos tocam tuas canções.
Há nas tempestades do tempo, uma tenda
Que vai proteger tua história, tua lenda
Das cheias e das devastações.

Sim, dos teus pés na terra nascem as flores
Tua voz macia aplaca as dores
E espalha as cores pelo ar.
Sim, dos teus olhos saem cachoeiras.
Sete lagoas, mel e brincadeiras
Espumas que formam as águas do mar.












Comentários

  1. Marcio Cons. Lafaiete MG10.7.11

    Jeito de Mato: Um poema de uma beleza ao mesmo tempo simples e profunda!!! Pra mim tanto como versos e como música na voz inigualável de Paula Fernandes trasmite uma sensibilidade invulgar e verdadeira. Uma obra de arte!!!

    ResponderExcluir
  2. @Anna_Carolll11.7.11

    Bom dia Maurício Santini!Já disse que fiquei encantada com o poema desde a primeira vez que ouvi a canção na voz da Paula Fernandes.Foi a partir daí que conheci o trabalho de vocês.Já li vários poemas e/ou textos de Maurício Santini e escutei tantas canções da Paula Fernandes.São trabalhos admiráveis. Parabéns de verdade!Tomar conhecimento do poema de origem também é um privilégio.
    Até mais ver!=]***
    Ana Carolina

    ResponderExcluir
  3. Obrigado, Ana Carolina!
    Eu fico muito feliz com isso!
    Só me motiva ainda mais com este sacertdócio de escrever.
    beijos
    Maurício

    ResponderExcluir
  4. Márcio, muito grato, por mim e pela Paula. abs

    ResponderExcluir
  5. Olá Maurício! Sou muuuito fã da cantora Paula Fernandes e 'Jeito de Mato' a representa de uma forma singela, pura e doce como ela é! Toda vez que escuto a música me emociono! Escrevo muito para a Paulinha, gosto e tenho muito prazer em escrever, mas traduzir Paula Fernandes como você conseguiu com 'Jeito de mato' eu jamais conseguirei fazer!! Meus parabéns!!

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Lorena, agradeço os elogios do nosso poema canção. Tô louco pra fazer outra música com ela. beijos

    ResponderExcluir
  8. Nossa que demais Maurício!!! Com toda certeza será mais uma bela obra de arte como foi 'Jeito de Mato'! E com toda certeza esta também ficará eternizada em meu coração e de muitas outras pessoas! Quero ver, hein?! E ainda quero fazer uma parceria contigo um dia!! #SONHO Mas, os sonhos foram feitos para serem sonhados não é mesmo?! Beijos Maurício!!

    ResponderExcluir
  9. Santini...a letra tem uma magia inexplicável que une a simplicidade com o toque dos deuses, ao mesmo tempo. De tão forte, tocou minha pequena, que ainda nem completou os dois anos de vida, mas que já se encanta ao ouvir a letra na voz maravilhosa de Paula Fernandes. Jeito de Mato é uma canção que nos emociona muito, aqui em casa. Olha, dá vontade de tirar os sapatos e pisar na grama. Verdade!!! bjo

    ResponderExcluir
  10. Santini, a letra é realmente uma viagem fantástica que une, ao mesmo tempo, a simplicidade e palavras que, com certeza, não são deste plano em que vivemos, onde as pessoas, não percebem que o simples é tudo na vida! De tão forte suas palavras e a magia da voz de Paula Fernandes, minha filhinha, que ainda não completou dois anos de vida, também foi tocada pela riqueza da criação de vocês. Saiba que, Jeito de Mato é uma canção que nos emociona muito aqui em casa, principalmente quando a Julinha pega o violãozinho dela e faz que está tocando pra gente. bjos e muuuito sucesso pra vc.

    ResponderExcluir
  11. Danilo25.5.12

    olha, adoro a musica e achei o poema original melhor! parabens!

    ResponderExcluir
  12. Linda Mauricio! Quanta delicadeza e simplicidade, num poema tão profundo e rico. Eu simplesmente fiquei encantada!
    A música é maravilhosa, cada palavra... Mas a poesia, encheu meus olhos de lágrimas.
    PARABÉNS! :)

    ResponderExcluir
  13. Anônimo10.6.12

    Maravilhoso estou encantada...tenho orgulho desse Brasil. A cultura brasileira ainda tem esperança que felicidade!

    ResponderExcluir
  14. Tainara, eu agradeço a sua sensibilidade e fico muito feliz que eu possa tocar os corações. beijos

    ResponderExcluir
  15. Agradeço muito por essa letra e música maravilhosas. Enganada, eu jurava que era de Almir Sater... Fico feliz por conhecer o poema de origem, muito bonito também.

    ResponderExcluir
  16. Obrigado, Gess! Almir gravou com a Paula. Grande Almir! Abs

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas