O EGITO, JOSUÉ E A FÉ CEGA


Oseias, que depois foi apelidado de Josué por Moisés, sofria um castigo mortal dado pelo faraó Ramsés II. O hebreu negou se curvar ao faraó. Amarrado, sem água e sem comida por dias, deveria perecer com a ação do tempo. Porém, depois de um pedido da princesa Hanutmire, o faraó recuou na pena a Oseias e ordenou que o soltasse. No entanto, o preço disso foi bem mais caro... No lugar de Oseias, o filho do Horus vivo mandou matar dez escravos hebreus para dar exemplo.

Sem saber de nada, Miriã, a irmã de Moisés, foi visitar o martírio de Oseias e lá não encontrou ninguém. Aos prantos, a moça pensou o pior. Todavia, uma mulher, vendo a sua dor, avisou:

- Não chores! Oseias foi solto a mando de Ramsés!

Imediatamente, Miriã levantou as mãos para o céu numa postura de agradecimento e regozijo. No entanto, com as mãos ainda para o alto, Miriã, desconfiada, inquiriu o fato da moça estar triste, ao invés de estar feliz pela liberdade de Oseias:

- Mas, por que esta cara? Aconteceu alguma coisa?

E a mulher respondeu: - No lugar de Oseias, o faraó mandou matar dez hebreus na pedreira...

E Miriã recolheu automaticamente as mãos e questionou Deus por quê tanto sofrimento...

Esse preâmbulo ilustra bem a fé que acompanhou o povo hebreu ao longo da história. Ia de dez a zero em um instante...

Acreditando ser o povo escolhido, os hebreus amavam na mesma medida que odiavam seu Deus único. O que fez acreditar que este mesmo Deus, que eles acreditaram ser o único no Universo, privilegiaria apenas aquele povo? E por que então este povo sofreu tantas agruras amargas de uma eterna escravidão? Por que este Deus seria benevolente apenas aos hebreus? De onde eles tiraram esta ideia? Da dor, da baixa autoestima? Da esperança? Da fé? Não seria este Deus o mesmo Deus dos egípcios, dos romanos, dos bárbaros? E esse Deus seria tão onipotente e tão generoso se protegesse apenas um povo? E se este Deus é o Criador, quem de fato teria criado os outros povos então, o diabo?

Se você tem alguma dúvida das ações do Carma, basta aguardar os próximos milênios. Isto é Policarma,  o bate e volta das ações de uma nação ou de um povo.

Eu não acredito em privilégios e, muito menos, em um Deus seletivo.

E vou terminar o texto com mais um exemplo crasso disso tudo.

A próxima novela da Rede Record, e que vai dar continuidade ao épico Os Dez Mandamentos, será Josué e a Terra Prometida. Se a emissora se deixar levar pela fé, sem questionamentos, fará uma apologia quase apostólica de Josué. Todavia, essa busca pela Terra Prometida suscitou em um verdadeiro massacre organizado e promovido pelo bíblico Josué. E isso não é falta de fé, é história! Josué era um verdadeiro sanguinário e dizimou centenas de tribos irmãs para conquistar estas terras.

Será que a novela retratará isso?

Duvido.

Isso se chama fé cega.






Comentários

Postagens mais visitadas