A AÇÃO DO CARMA NOS TEMPOS DA TEMERIDADE


O conceito de Carma, curiosamente, não abrange apenas um indivíduo, mas sim famílias, grupos, cidades, países e até planetas.

Sabemos que toda a ação gera uma reação. É certo que o Brasil atravessa um dos períodos mais sombrios de toda a sua história. E quem há de negar que esta crise não foi fomentada muito antes de sua fundação?

Cristóvão Colombo e, posteriormente, o grandalhão Pedro Álvares Cabral, invadiram estas terras em busca de supremacia. E assim, promoveram verdadeiros massacres às populações indígenas locais. Estupraram índias, assassinaram pajés, aniquilaram toda a cultura de um povo. A própria catequese já foi um estupro.

Com o passar dos anos, já colônia de exploração, este país virou cenário dantesco de atrocidades cometidas contra os negros africanos. A escravidão pesa mais, ao carma nacional, que as correntes de ferro que marcavam, com sangue, os punhos, os tornozelos e os pescoços de toda a raça negra. Fomos um dos últimos países a abolir a escravatura! Que vergonha!

Daí, vieram os imigrantes que foram absurdamente explorados pelos senhores de engenho. Salários de fome.

E a ação dos bandeirantes então que, inexplicavelmente, ilustra com figurinhas patéticas os livros de história? Lendas mentirosas de atos heroicos inexistentes ocultam genocídios, assassinatos, dizimações. Mercenários e bandidos sanguinolentos viraram nome de estradas e de ruas.

A Inconfidência Mineira, cantada em verso e prosa, não passava de um movimento de uma elite cansada de pagar altos impostos à Coroa Portuguesa. Até aí, tudo bem. Mas, o final foi melancólico. Enquanto, Tiradentes, um dos únicos inconfidentes a participar do movimento por ideologia de liberdade, era enforcado e esquartejado, e Cláudio Manoel da Costa, era morto por estrangulamento (e colocaram a culpa numa cordinha, assim como fizeram com Vladimir Herzog), a elite foi deportada para os países africanos e tem gente que até refez sua vida por lá...

O Brasil já cometeu tantas atrocidades... Canudos, Guerra do Paraguai...

A Proclamação da República foi feita a partir de um golpe militar. E foi eleito cada presidente...

Em 1964, a tradicional família brasileira marchava pela moral e pelos bons costumes... O motivo? Perseguir os comunistas, como se fossem animais predatórios! O presidente dos Estados Unidos bancou o advento do golpe militar no Brasil, e lá se vão os nossos artistas, poetas e intelectuais...

Ditadura, censura, perseguiçôes. Mortes inexplicáveis...

Matamos índios, negros, mulatos, sem terra, líderes sindicais, ícones do ambientalismo e até freiras...

Somos a Pátria do Evangelho que lê, ocultamente, o "Mein Kampf".

Muita calma. Estamos em plena ação do Carma!

O que o Brasil está passando, nestes tempos de Temeridade, nada mais é que o resultado do que foi um dia e do que fez antes, e do que ainda não aprendeu.






Comentários

Postagens mais visitadas