VIDA DE AMPARADOR


O amparador jamais abandona seu amparado.

No entanto, há momentos na vida de um "anjo" que ele sequer é sentido, quanto mais escutado.

Aconselhar não é obrigar, proteger não é isolar.

Muitas vezes os nosso ouvidos estão fechados ao conselho sábio e o amparador não consegue transpor a barreira da nossa ignorância.

Então, ele lamenta, mas respeita.

Muitas vezes o aprendizado é justamente deixar com que a gente se esborrache na parede.

E depois que você se prejudica ainda pergunta: - por que você me abandonou?

E ele não responde, porque sequer foi ouvido.

Mas, continua lá, incondicionalmente ao teu lado.

Esperando que você abra teus braços, teu coração e teus ouvidos a ele.


Comentários

Postagens mais visitadas