O ABORTO E OS ESPINHOS DE MARIA DO ROSÁRIO


Maria do Rosário, jovem de 26 anos, ficou grávida de Agnaldo logo nos primeiros seis meses de namoro. A notícia surgiu como uma bomba. A jovem já estava de quase dois meses quando a futura mãe ficou sabendo. A moça ficou apavorada em contar a novidade ao seu namorado e a reação dele não poderia ter sido pior. O rapaz acusou Maria do Rosário de ter engravidado propositalmente. 

Do outro lado da linha, Márcio, que havia sido pai de Maria do Rosário em uma das suas últimas encarnações, esperava angustiado. Prestes a ser injetado para dentro do corpo físico da mocinha, Márcio esperava a chance de fazer as pazes com a sua filha no passado. Foi assim que Márcio entrou no túnel da encarnação. As memórias foram temporariamente apagadas. Sentou-se no útero de Maria do Rosário, pacientemente, à espera da chance. Apesar das brigas de poder, os dois nutriam um amor profundo.

Dois meses completos e Agnaldo já havia abandonado o barco. Maria do Rosário deprimida e sem recursos resolveu dar cabo ao inesperado numa clínica de aborto clandestina. Entre instrumentos de metal e gritos, o feto deformado e, ainda com pouca forma, pulou na mesa de operação. Enrolado em saco plástico, inerte e roxo, a oportunidade de ouro de Márcio foi pelo ralo.

Com dores no corpo e na alma, Maria do Rosário foi embora chorando para casa. Sua mente alimentava a culpa de ter abortado. Sacou seu celular do bolso e ligou para Agnaldo: - o que você queria aconteceu! Agnaldo, furioso, pediu que ela não ligasse mais. Por alguns instantes ficou pensativo...

Márcio, que deixaria de ser Márcio para ser filho de Maria do Rosário, ficou por alguns dias no escuro, sem saber o que havia acontecido. Sentia uma dor inexplicável e aguda. Não podia se mexer. Gritava.

Quando recobrou a consciência, semanas depois, ficou sabendo que a chance que tanto esperava havia sucumbido e que seu sofrimento era decorrente de um aborto. Um sentimento de revolta tomou seu espírito. Prometeu vingança e alojou-se feito uma parasita na aura de Maria do Rosário com pensamentos assombrosos. Ficou ali por dois anos... Ideias de suicídio passeavam pela cabeça da moça. Quase. 

Nunca mais Maria do Rosário foi a mesma. Fazia tempo que não falava com Agnaldo, mas ficou sabendo que o rapaz havia sido internado para tratar de cirrose hepática. Ficou triste. Retomou sua vida depois de três anos ao conhecer Reinaldo. Os dois resolveram se juntar depois de dois anos de união. Reinaldo, sabendo o que havia acontecido com a sua esposa, nutria a vontade de ter um filho. No entanto, Maria do Rosário ainda traumatizada, pediu um tempo. Depois de um ano e meio, Maria do Rosário sentiu fortes dores na região abdominal e procurou a saúde pública. O diagnóstico era endometriose. Ela não poderia engravidar mais. Ficou arrasada. 

Enquanto isso, os Senhores do Karma resolveram reencarnar Márcio dez anos depois do ocorrido. E Márcio reencarnou na pele de Jonathan, filho de Patrícia, que não tinha nada a ver com a história de Maria do Rosário. Jonathan havia nascido com um defeito congênito no coração. O feto carregou a vingança de Márcio para a próxima vida.

Agnaldo morreu de cirrose.

E Maria do Rosário não pode realizar o sonho de ser mãe naquela vida. Vivia na sombra. 






Comentários

  1. Ai, que triste realidade ... pena que muitos não têm essa visão... sou contra pessoalmente, mas sou a favor de que toda mulher é dona de seu corpo, e faz dele o que quiser. Só não podem se esquecer que, independente de sua ação, haverá a reação.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas