A DATA LIMITE PARA UM CONTATO EXTRATERRESTRE É A INFINITA REFORMA ÍNTIMA

Quem você escolheria para ser o representante da Terra num possível contato extraterrestre?

O documentário "Data Limite" tem como sinopse um prazo que o maior médium de todos os tempos, Chico Xavier, estipulou para a comunicação direta com os extraterrestres, segundo uma suposta reunião acontecida em 1969, entre os grandes líderes do Espaço e os mestres do Planeta Terra, entre eles, Jesus Cristo.

De acordo com Chico, Jesus concedeu, juntos aos Seres Espaciais, uma moratória de 50 anos à partir de 1969, para que a humanidade se preparasse para o contato. Isso posto, o prazo termina em 2019. Conforme o médium, se a humanidade tiver uma conduta pacífica, sem criar conflitos mundiais ou fomentar guerras, a Terra teria este contato extraterrestre. Essa comunicação, segundo Chico Xavier, auxiliaria e beneficiaria muito ao Planeta no que se refere à novas descobertas e tecnologias e revelaria muito do nosso passado.

Esse é um tema extremamente controverso e que requer algumas perguntas que não podem deixar de serem feitas. A primeira está logo acima: quem representaria a humanidade? Algum chefe de estado? Você conseguiria visualizar o presidente Obama como fiel representante da classe humana? E se fosse escolhido o Papa Francisco? Qual seria a reação dos evangélicos frente a isso? E se algum rabino fosse o laureado, como reagiria um muçulmano? Parou para pensar na indignação dos outros que não foram os escolhidos?

Chico fala da reforma moral. Você crê que a humanidade atualmente goza de atributos morais para uma comunicação aberta com os extraterrestres? Seja franco.

Se diariamente percebemos um verdadeiro embate de ideias e ideais políticos pelas redes sociais. Se filosofias como o nazismo, a extrema direita fascista ainda dá as caras na Europa e ameaça o Brasil de todos os lados... E se os extraterrestres quisessem estipular uma forma de governo mais comunista, qual seria o comportamento dos capitalistas mais ferrenhos? E o contrário? Quem estaria com a razão?

Senhores, há 70 anos não há uma guerra mundial, isso é certo. Mas, para o Espaço, este tempo é extremamente relativo e curto, não? E as manifestações de ódio, de racismo, de xenofobia... Se nem conseguimos aceitar a opção sexual dos nossos irmãos... Se a cor da pele ainda sofre distinções. Se a natureza ainda é extremamente dizimada e desrespeitada...

O primeiro encontro com os extraterrestres mudaria a nossa identidade como seres cósmicos e espaciais. Correto. Sairíamos do egocentrismo e da arrogância terrestre... Mas, não! Logo após o primeiro contato com qualquer que seja a civilização, o terrorismo se instalaria novamente em várias partes do globo terrestre. Ou você acha que se Jesus de Nazaré viesse à Terra novamente para pregar sua palavra as coisas iriam ser totalmente diferentes do que há dois mil anos atrás? Creio que a morte seria até mais rápida...

Segundo o espiritualista e professor Wagner Borges, o espírito Ramatis, autor de diversas obras pelas mãos do médium Hercílio Maes, disse que o Planeta Terra seria um lugar melhor para se habitar daqui a 300 anos. Vou mais ou menos por este prazo...

Outras indagações coçam meu cérebro. Os extraterrestres já estiveram várias vezes entre nós. Exemplos encontramos aos montes em civilizações passadas como o Egito e a Índia. Muitas vezes percebi um certo "deus" comandando civilizações pretéritas e martelando mandamentos em pedras. Como deve ser então a ordem da vez? Eles viriam para qual mote? Qual seria o tema? Apenas para salvaguardar o Planeta Terra de possíveis explosões atômicas?

Muito se fala dos ETs como salvação da humanidade. No entanto, qual a possibilidade de um encontro nem tão amistoso? Qual a chance de uma civilização extraterrestre ter evoluído muito mentalmente e nem tanto moralmente? Não teria acontecido isso na Atlântida?

Meus amigos, não há Data Limite. O que há é a franca necessidade da espiritualização da humanidade sem a preocupação iminente do contato extraterrestre. Como no meu prefácio que escrevi no livro do Wagner Borges: - quando vocês se encontrarem, nós nos encontraremos!

O melhor a fazer é a auto-reforma, aquilatar conhecimento e amar muito como se não houvesse mais tempo para nada!

Quando a humanidade reconhecer e efetivar seu potencial de amor, quando os homens romperem com seus paradigmas e preconceitos, quando não houver brigas e conflitos por interesses escusos, quando o respeito der as cartas, quando a natureza dos homens se assemelhar à doçura e a inocência das crianças, quando o homem integrar-se com a natureza sem assassiná-la, quando a família significar tão somente a união de um grupo de pessoas que se amam, quando as religiões se irmanarem num mesmo centro ecumênico de contato com o Divino, e quando realmente e de fato, o contato com este Divino seja feito consigo mesmo e com o Universo, este será o tempo de abrir as portas e as janelas aos vizinhos e convidarmos para jantar conosco.

Uma reforma começa do interior para o exterior, de dentro para fora.
Quando a casa estiver pronta, os vizinhos aparecem.





Comentários

  1. Caro Maurício, tenho uma séria ressalva sobre a "humanidade" sempre encarada no coletivo onde tudo se mistura pelas médias comportamentais e manipulações de massa sob ideologias e interesses de todo tipo de corrente social, política ou religiosa. Se o protagonismo das crenças humanas sempre passaram pelo antropomorfismo ou personificação de um Guia... por que o resgate ou caos seriam apenas em grupo desprezando os avanços de alguns núcleos menores e até pessoais? A polêmica do salvador não é menor do que ignorar os que tentam se livrar de rótulos do jogo de poder tão típico da natureza humana... Imagino que estamos caminhando para uma síntise onde a maturidade se impõe ou pela serenidade ou pela lição implacável da seleção natural... Fraternal Abraço Alfredo Fonseca

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas