A VERDADEIRA PÁSCOA E A VERÍDICA PAIXÃO


Páscoa tem tudo a ver com ovo.
Ovo significa nascimento, quebrar a casca das nossas emoções desregradas, fazer surgir um ser mais iniciado na vida.
Não é para se entupir de chocolate, o ocidente transforma tudo em desejo, mas nutrir-se da sabedoria vivida, e juntar os cacos dos ovos que deixamos pelo caminho.
Sexta da paixão não é para morrer junto ao Cristo no Gólgota, é sim, renascer com ele, como se todo o dia fosse a ressurreição de si mesmo.
E deixar as paixões tão mundanas de todas as sextas para alimentar o espírito também, porque o corpo já tem muito o que comer.
Páscoa é renovação. Renovar significa Renascer do Ovo da Vida!
Não basta parar de comer carne no dia santo... E sim, parar de alimentar os próprios vícios, as manias que nos auto-sabotam, os plasmas das sensações mais baixas.
Não é se confessar ao padre ou ao bispo, e sim, conversar com o próprio Deus que habita dentro e fora de nós!
Nem tampouco acompanhar as procissões de dia e ajudar a carregar cinicamente a cruz daquele que representa Jesus. É orar e vigiar os pensamentos, sentimentos e ações. Pensar e sentir o Mestre com alegria.
Páscoa é fazer a passagem do velho para o novo!

É apenas uma travessia, uma ponte com a luz no fim do túnel.

Comentários

Postagens mais visitadas