CONVERSA COM O PUMBA


Ao levar o Pumba, meu filho gato ao veterinário hoje, ele com os olhos fundos, cambaleando e olhando pra mim com gotas de lágrimas secas nos olhos, tive uma conversa com ele de pai pra filho:

- Meu amor, você sabe que foi e é muito amado por mim, por outras pessoas e pelas tuas gatas irmãs. Você é meu filhão! Mas, se for difícil para você continuar aqui, se sofrer demais, então pode ir em paz. Confia em mim e no Papai do Céu. Você pode dormir e acordar um gatinho filhote de novo. Agora, se você pode aguentar e ficar um pouco mais com a gente, estou aqui para te amar e cuidar sempre de você.

Ele me olhou e relaxou. Agora está no médico. E vamos continuar...

Comentários

Postagens mais visitadas