Outubro de 1967 e a Coleção de Gênios

Nunca tivemos uma noite tão memorável no cancioneiro popular do Brasil como naquele Festival da Record de 1967. Ao assitir ao documentário sobre aquela noite reforçei ainda mais a minha ideia de que não existe nada igual hoje na orbe musical brasileira. Será que haverá? Dá uma vergonha quando deparamos com gente tão ruim hoje em dia...

Ivete Sangalo? Claudia Leite? Revelação? Luan Santana? Victor e Léo?

Entre os gritos ensandecidos da platéia, e entre as baforadas de cigarro do repórter Randal Juliano, artistas como Gilberto Gil, Caetano Veloso, Edu Lobo, Roberto Carlos, Chico Buarque, MPB4, Os Mutantes, entre outros, passeavam soltos pelo palco como se fosse uma coleção de gênios. E o mais incrível disso tudo era a idade deles - quase todos que eu citei aqui tinham menos que 25 anos!!!!!!!!!!!!!!!

Vou desafiar qualquer ser vivo e desencarnado a me dizer um só nome da Música Popular Brasileira de hoje, com menos de 40 anos, e que tenha 50% da competência de um destes aqui de cima... Quem se arrisca?

Por favor, avaliem a lista abaixo e notem o calhamaço de compositores e composições que disputavam as primeiras colocações... Algo se assemelha a isso?

1º Lugar: Ponteio (Edu Lobo e Capinam) - Intérpretes: Edu Lobo, Marília Medalha e Quarteto Novo
2º Lugar: Domingo no Parque (Gilberto Gil) - Intérpretes: Gilberto Gil e Os Mutantes
3º Lugar: Roda Viva (Chico Buarque) - Intérpretes: Chico Buarque e MPB-4
4º Lugar: Alegria, Alegria (Caetano Veloso) - Intérpretes: Caetano Veloso e Beat Boys
5° Lugar: Maria, Carnaval e Cinzas (Luiz Carlos Paraná) - Intérpretes: Roberto Carlos
Melhor Intérprete: Elis Regina - O Cantador (Dori Caymmi e Nelson Motta)

Aquela noite de outubro de 1967 foi a maior noite da música brasileira de todos os tempos. É como reunir num mesmo time: Pelé, Rivellino, Zico e Ronaldo, com recheios de Tostão, Gerson e Romário.
Não dá pra comparar. Fica aqui registro e o lamento.
http://www.youtube.com/watch?v=GWPmnVjIC5E

Comentários

Postagens mais visitadas