CUIDADOS COM O FILHO DA P...


Alessandro era meu amigo e tinha menos de 18 anos. Esguio, magro e um coração de leão bondoso. Todos gostavam de Alessandro. Menino bem educado. Bem educado? Mas, por quem? Alessandro tinha um trauma cortante. Ele se lembrava com frequência que sua mãe o deixava todas as noites na vizinha para trabalhar. O pai não queria saber do menino. E ele cresceu assim, meio que de mão em mão. Mais tarde veio a saber que asua mãe era,a na verdade, uma prostituta e o seu mundo desabou. Se a "profissão" de garota de programa fosse coisa boa, não haveria xingamentos..., dizia ele.
Quando chegou à adolescência, Alessandro desapareceu de casa. Foi nesse ínterim que eu o conheci e o acolhi. Alessandro era espiritualista, o que facilitou a nossa aproximação. Vira e mexe, o rapaz tinha crises fortíssimas de depressão e chegou algumas vezes a pensar e tentar o suicídio. Hoje, Alessandro constitui família, tem dois filhos e sumiu do mapa. Mas, fiquei feliz que ele, agora homem feito, havia se arrumado na vida.

Contei essa história porque hoje escutei uma garota de programa, na padaria, falando com seu filho pequeno pelo telefone. A moça o aconselhava a estudar e a se comportar. Pensei: que pena! Enquanto seu filho tenta se comportar, ela mesmo não se comporta e faz programas com sabe lá quantos homens por dia.... Qual moral terá com seu filho mais tarde?

Não será possível esconder sua vida desregrada por muito tempo. Acompanhada de prostituição está a cocaína, o álcool, entre outras torpores que ajudam a encarar a barca...
Sim,  o menino vai crescer com a informação de que a mãe... E novos traumas virão. Novas depressões. Novas tentativas de suicídio. Enquanto ela, mais tarde, terá perdido a sua vida.

Não se trata de julgamentos. Só gostaria de mostrar um pouco do estrago que elas promovem para si mesmas e para os seus afetos por não se comportarem...

Comentários

Postagens mais visitadas