Outros Carnavais

A festa da carne vai começar! Mais do que os batuques, a agitação, a bebedeira, a baixaria generalizada, o que me incomoda mesmo é esta falsa alegria eufórica do vale-tudo. Esse extravasamento que não vale nada.

Quando eu estava numa pousada em Tiradentes, MInas Gerais, num carnaval de tempos atrás, bem no ano do Bonde do Tigrão, meu amigo e companheiro de viagem presenciou uma cena lamentável, entre tantas... Ele teve que pular um casal de adolescentes bêbados transando no corredor da pousada...
A molecada elegeu uma rua e a transformou na Passarela do Mijo (sintam o aroma...).

Tudo bem, que as pessoas gostem de dançar e cantar... Mas, carnaval já deixou há muito tempo de ser uma manifestação cultural e artística para ser uma espécie de vale-tudo (pode fumar, beber, cheirar, beijar, transar, passar a mão nos outros, fazer papel de palhaço e idiota o tempo todo...tá valendo, é carnaval).

Algumas coisas eu acho que são pertinentes numa festa popular: a criação e execução de marchinhas (onde? cadê?) ou frevos, o desfile de fantasias (numa época que a mulher vai nua e pintada pra rua..), as escolas de samba, e os bailes nos salões (que estão mais para baladas)... O resto...

Mas, isso são outros carnavais!

Comentários

Postagens mais visitadas