MAURÍCIO E AS PEQUENAS MENTIRAS

A gente se acostuma a contar as pequenas mentiras. E muitas vezes, estas minúsculas inverdades se tornam verídicas para nós. Quantas vezes a gente narra uma história fictícia e ela acaba virando realidade?

Eu tenho combatido cada vez mais as pequenas mentiras. Não que elas me prejudiquem tanto, mas é que elas não promovem nenhum benefício. Não servem pra nada! Não estou me referindo às mentiras brancas, aquelas que são usadas para salvar a nossa pele ou a dos outros. Eu me refiro às mentirinhas de costume. Aquelas inverdades que a gente conta para elevar a nossa auto-estima ou para reparar algum erro que a gente comete.

De certo você já contou uma série de histórias inventadas. E até acreditou nelas! Mas, repare bem: o que ganhou com isso? Alguém já te amou mais por conta de uma lenda? Você promoveu algum benefício ao mundo?

Hoje eu sou muito mais eu mesmo, sem inventar ou criar moda.
E as pessoas me amam ou me detestam pelo o que eu sou, não por aquilo que eu conto.

Comentários

Postagens mais visitadas