CHAMEM-ME DE HANUMAN!!! DEUS-MACACO, HERÓI DA HUMANIDADE


Este é o deus herói macaco Hanuman, da saga hinduísta Ramayana, que conta a história do Príncipe Rama e da Princesa Sita. Conta a lenda que Sita foi raptada por um demônio, Ravana, e que Hanuman a resgatou trazendo nos braços uma ilha inteira.

Na Índia, a sacralidade dos animais é retratada como divindade, assim sendo, muitos bichos são miscigenados à evolução humana como Ganesha (menino com cabeça de elefante), Narasimha (leão com corpo de gente) e o nosso herói Hanuman.

Recordemos que o deus-macaco acaba salvando a princesa branca Sita. Aliás, a raça ariana é proveniente da antiga Índia, terra também dos negros retintos, de cor azeitonada, s como é o caso de Krishna e de Rama. Inclusive, Krishna era chamado de O Negro. Desconfio que Rama também era de pele escura porque é retratado como um pele verde.

Todavia, o que eu quero dizer com toda esta história?

Que o híbrido Hanuman, meio humano e meio macaco, era um ser divinal (que dá uma dica de que a ficção imitou a realidade no filme O Planeta dos Macacos) e que salvou a humanidade das mãos demoníacas de Ravana.

No entanto, as manifestações de racismo pelas redes sociais e nas práticas esportivas não são dotadas de qualquer espiritualidade, quanto mais informações deste nível. Eu até acho que os homens de pele negra se sentiriam honrados se fossem chamados de Hanuman por sua bravura e coragem.

Mas, o gestual e os coros de "macaco" não desejam prestar esta homenagem aos negros e sim, têm o mote de diminuir a raça. Na visão deles, um macaco é um ser inferior e burro (outro xingamento animal sem sentido). Na minha visão, o macaco é o mais inteligente animal do Reino anterior ao homem. E se eu gosto de ser chamado de gato (pela suposta beleza de um dia) ou de leão (pela luta) ou de touro (pela força), por favor, me chamem de macaco pela inteligência!!! Ou chamem-me de Hanuman, pelo destemor e abnegação!

Ontem nascemos negros, hoje estamos brancos e amanhã, quem sabe, amarelos... Esta é a Lei da Reencarnação, que muitos desconhecem e rejeitam. Mas, não será justo passarmos por todas as peles antes para moldarmos a nossa alma?

O racismo é a mais velha modalidade da ignorância.




Comentários

Postagens mais visitadas