BALZAC ARREPIADO POR PERIGUETES E NEURASTÊNICAS?

Honorè de Balzac se arrepiaria todo se vivesse numa época como agora... Sua preferência pelas mulheres acima de 30 anos era conhecida por toda a França. Mas, qual seria a sua opinião se Balzac vivesse nos tempos de hoje? Será que teria a mesma predileção?

Em seu tempo, as mulheres de 30 anos eram completamente diferentes do que são hoje. Naquela era, as mulheres com mais de 30 anos eram consideradas velhas e fora do mercado. Hoje, boa parte das mulheres de 30 anos está inteira, bela, enxuta, e mesmo mais fofinha, ainda está muito dentro das opções de paquera e namoro.

No entanto, há sempre aquele velho dilema: quando chegam aos 30 anos, as mulheres que nunca se casaram ficam desesperadas para arrumar alguém, para "não ficarem para titia". E as que foram casadas, fazem o movimento contrário - ficam loucas para cometerem as maiores bobagens, antes reprimidas pelo casamento.

Confesso que não gosto nem de uma e nem da outra postura porque acaba tudo na maior sabotagem sacana com elas próprias. Elas se auto-boicotam o tempo todo!

As desesperadas querem agarrar a qualquer preço e sufocam o pobre do homem. Conclusão: o cara se sente pressionado, detento e acaba desistindo... Daí, elas partem para a próxima vítima e repetem o mesmo padrão.

Já as loucas e ensancedidas, que pensam com a mentalidade dos 20 anos, acham que são "cocotas" (velho, não? mas, é o termo mais próximo que achei) e partem para o processo do Periguetismo (de periguetes)...

Isso acontece também com os homens, não se iludam!

Acho mesmo é que falta maturidade e coragem para ambos e ambas.

Enquanto isso, o medíocre e o abaixo da crítica ainda fazem sucesso.
Será desespero?

Comentários

Postagens mais visitadas