Maurício Santini descobre Portugal!

Neste fim de ano, minha nau desembarca em Lisboa. Minha avó materna, Larinha dos Santos Mattos, ficaria orgulhosa! Quando eu tinha uns 6 ou 7 anos fiz meu primeiro poema e foi para a terrinha!

Lisboa me trará uma certa nostalgia. Quero navegar pelos mares destes descobrimentos e desvelar  assim as minhas origens. Museus, bondes, azulejos azuis. Já sinto o creme do Pastel de Belém e o aroma incondundível das castanhas.

Vou ao Porto, viajar por seus vinhos e ruelas. Passarei por Viseu para conhecer as aldeias de onde eu vim. Passarei o frio nevasco da Serra da Estrela, queijos!!! Visitarei Roma em Évora, e colocarei as mãos no Tejo.

Vou fazer história em Óbidos e escutarei a Amália Rodrigues cantando Coimbra. Ai, o fado!

Ah, este momento que não chega e que quero que seja eterno!

"Sei também quando é preciso pá, navegar, navegar..." (Chico Buarque)
Veja: http://www.youtube.com/watch?v=EDNaAxCWu6g

Comentários

Postagens mais visitadas