NATALIS ESCULHAMBADIS, QUO VADIS?

Neste natal há uma série de posts em redes sociais que mostram os "Papais Noéis" sarados, de tanquinhos, bombadinhos e as Mamães Noelas gostosas e periquetes. Nada contra os(as) modelos que ganham dinheiro para fazer isso. Mas, o que já era esculhambado, agora está declaradamente profano e sem sentido. O que de alguma maneira é bom porque este tal de NATAL não é uma data crística, muito pelo contrário, é muito mais greco-romana (leiam o meu livro "Eu, Pilatos" e vocês saberão...) para comemorar Mitra, o deus solar de Roma.

Eu já acho que este tal de Noel é um farsante mesmo. Primeiro porque é o rei do marketing e do consumismo. Depois porque é injusto e cruel com as classes econômicas menos favorecidas. Terceiro porque tomou o lugar da razão simbólica do aniversário fake de Jesus.

Vou perguntar, ah se vou e você há de responder com toda a sinceridade... Quantas vezes você pensa em Jesus no Natal? Uma? Nenhuma? A esmagadora maioria não pensa. Tenho absoluta certeza disso. Pensa em comprar e ganhar presente, no amigo secreto que você fala mal o ano inteiro, nas cachoeiras alcoolicas que você vai nadar até o fim do ano, no banquete que vai devorar como se nunca tivesse comido....

Quando os hinduístas comemoram o nascimento de Krishna, eles dançam e cantam Govinda, Gopala, o dia inteiro em louvor ao seu Mestre maior. Quando os budistas festejam o Buda, há meditações e reflexões o dia inteiro. Quando os muçulmanos lembram do nascimento de Maomé, há orações e peregrinações à Meca. Quando chega Jesus é aquela baixaria, comidaria, bebidaria, sexaria, sacanageria, gente bêbada por todos os lados, brigas de família, azaração, depressão, tristeza, estresse, entre outros.

E agora me responda de verdade: o que você comemora mesmo???





Comentários

Postagens mais visitadas