FÃS QUE SE PROJETAM E AMAM UM PAPEL

O artista é um médium de uma arte que não lhe pertence.
A manifestação artística vem do Universo. Ele é apenas um instrumento intermediário de algo bem maior que ele.

Um fã que perde as estribeiras de si mesmo e vai para o campo pessoal do artista, não ama a arte e sim, projeta-se patologicamente no artista. Um fã é capaz de matar seu cantor preferido porque ele simplesmente não é atendido ou porque não consegue ser como o ídolo. Exemplo disso foi o assassinato de John Lennon por um fã patológico.

Todo fã que extrapola a admiração artística deveria fazer uma psicoterapia no sentido de acalmar seu ego, sua própria egolatria, e encher-se de auto-estima, naquilo que é capaz de ser e fazer. A maioria dos fãs projeta suas frustrações no artista e deseja sê-lo. Sonham em ser o artista notadamente pelo ego! Isso acontece demais na adolescência, quando a gente quer saber quem somos e o que podemos fazer. Mas, a obsessão deve verter em bom senso quando você  não enxerga a diferença entre um artista e o que ele é pessoalmente, na vida real.

Somos sujeitos às intempéries do tempo, aos bons e maus humores, aos acertos e enganos, às mentiras e às verdades. O artista não é melhor que você porque apenas escolheu ser artista e se destaca de alguma forma. Ele escolheu isso para ele. Mas, você pode escolher ser engenheiro, enfermeira, vendedor, esteticista e ser tão bom quanto. Seja o melhor no que escolher e se destaque por seu mérito, e não projete-se nos outros!!!

Vejo uma infinidade de meninas e adolescentes tristes porque não conseguem um contato mais direto com os seus artistas preferidos. Assim, se decepcionam. Confundem o ser humano com a arte, com a obra.

Desilusão à vista! A pessoa não é o artista, o artista é um papel. E o fã quer ser íntimo e amigo de um papel, e não da pessoa em si.

Pensem bem nisso.

Sejam fãs de vocês mesmas! Entrem em contato com vocês mesmas! E amem a obra do artista porque assim amarão o Universo!






Comentários

Postagens mais visitadas