Como pode ter gente contente em morar em São Paulo?

Como pode ter gente contente em morar em São Paulo? Algumas pessoas que conheço deixaram suas cidades bem mais saudáveis por conta da vida noturna da megalópole. Quanta ilusão! Hoje, na hora do almoço, eu virei meus olhos para o fim da rua e pensei que estava passando mal. Eu vi tudo nublado. Era a "fumaça que sobre apagando as estrelas". Esta mesma fumaça agora apaga os carros, as casas, as árvores, as pessoas. Agonia. O ar está irrespirável. Não há oxigênio. Não chove e quando chove fica 40 dias chovendo que parece cena do Apocalipse de João...

O trânsito, intransitável. Ainda bem que trabalho perto de casa. O ar, carregado de monóxido de carbono. O clima muda a cada período do dia. Não há silêncio. A violência espargida cada vez mais é divulgada e acontece com o vizinho. Não há praia. Não há montanha. Não há campo. Só há cinza, cimento, buzina, fumaça, gente louca, sujeira, carros, sufoco. E tem gente que mudou para cá....

Até onde nós vamos chegar? Isso aqui é o umbral. Pelo menos estamos fazendo estágio por aqui antes de chegar lá. Pelo menos lá não se respira.

E daí você pode me dizer sobre as delícias paulistanas da noite: restaurantes, bares, padarias, teatros, shoppings, etc. Eu trocaria tudo isso por ar puro, paz, saúde, silêncio, humanidade, natureza, árvore, mato, areia, montanha, gente feliz, horizonte.

Louco para ir embora daqui. Minha garganta dói. Meu nariz está entupido. Dor de cabeça, arritmia, zonzeira, cansaço. Olhos ardem. Boca seca. Pele quebra.

Jesus, e ainda tem gente que vem morar aqui....

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas