A PRESSA É AMIGA DA IGNORÂNCIA

Fica assim: se ninguém quiser saber que não houve julgamento de Jesus e nem lavagem das mãos de Pilatos, tudo bem... E que não havia nenhum personagem bíblico chamado Barrabás (Bar Abba, filho de Deus), e que Judas Iscariotes nunca foi traidor e sim, o mais culto e mais próximo discípulo de Jesus, então nem precisa ler meu livro... E se também nem quiser saber quem era de fato Maria Madalena...

Meu livro não está no topo das paradas de sucesso. Claro, não se chama Eu, Pilates. Não tem participação da Bruna Surfistinha, não fala de sacanagem. Não persiste na carochinha do mito do amor romântico. Não é um manual de como vender mais com os olhos, de como ganhar dinheiro mais fácil usando os números e o corpo. Minha obra não é de autoajuda, não é um guia prático para deixar sua barriga um tanquinho.

Meu livro é mais em cima. Por isso, ele não está em todas as livrarias, em todas as bancas, nas revistas. Não está nas TVs religiosas, nas rádios pragmáticas e carolas. Meu livro não promete Jesus e o Paraíso. Não tira demônios do corpo, não pede dízimos. Meu livro não faz milagres.

Esta geração mais nova, mais cyberinternética e veloz, tem pressa de tudo e preguiça do mundo. Não querem ler e sim, passar os olhos. Tudo é breve e ignorante.

Preocupação: daqui a 100 anos, ninguém vai saber quem descobriu o Brasil...

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas