O VELHO E O MENINO

Há um menino mimado e traquina dentro da gente e que busca o colo da mãe a qualquer perigo. Assim como Peter Pan, ele cisma em não amadurecer e acaba nos sabotando por medo de uma vida mais razoável.

Há um velho precoce dentro da gente e que empaca toda vez que a gente quer viver mais. E ele encurva a coluna e diz que não pode. Rabugento, ele boicota os nossos anseios por uma vida feliz.

Mas, onde estamos agora nesse momento? Somos meninos? Somos velhos?

Não, somos adultos, maduros e imaturos, velhos e meninos. No entanto, nem o novo e nem o ancião deve ou pode nos dominar. Mas, eles podem e devem se manifestar vez em quando.

Assim, convido o velho a se afastar de mim, sem perder a minha sabedoria e experiência. E convido o menino a tomar um sorvete, esfriar a cabeça e crescer um pouco mais.

Tenho que tomar posse da minha maturidade e da minha meninice. Isso é ser um jovem maduro.


Comentários

Postagens mais visitadas