A DANÇA ENTRE VOCÊ E A SOMBRA. VOCÊ DEVE CONDUZI-LA.

Há um ser oculto e invisivel que luta contra você nesse momento.
Você não pode vê-lo, mas ele está sempre a espreita, esperando a hora certa para agir em tua vida.
E não adianta correr ou cobrir seu rosto com o lençol, ele está colado a você.
Ele te boicota toda vez que você quer ser corajoso.
Ele ri das tuas tristezas, ele tripudia das tuas alegrias. Ele se alimenta do teu medo.
Ele gosta da tua estagnação.

Sim, é isso aí, fique parado, não se mova, ele quer exatamente esta tua postura do nada.
Ele gosta que você se esconda. Ele adora a tua covardia.
E quando você faz asneiras contra a tua mais íntima vontade, ele vibra!
Quando você deixa de ser você mesmo para tentar ser o outro, ele admira.
Ele quer que você seja sempre aquilo que você não é.

Quando você age com o coração, com coragem, com o peito aberto, ele entra em pânico e começa a tramar uma série de coisas para que você desista de ser feliz.
Ele vai lá, bem dentro e injeta gotas de medo, de baixa-estima, de egoísmo, de orgulho, de vaidade.
Como uma homeopatia ele vai se inflitrando no teu âmago, vai corroendo teus sentimentos, embota teu cérebro, entope tua alma e compromete teu coração.

Esse ser é você mesmo, a tua sombra, a tua amarra.
Se você fugir de tua parte mais sombria ela te alcança e te sabota.
Se você rechaçá-la, fingir que ela não existe, ela começará a chamar a tua atenção com as suas armadilhas, e te boicota.

Você deve respeitá-la, conviver com ela, mas tomar atitudes com coragem, fazer valer seu coração, acender a lâmpada da tua alma.
Você deve dançar com ela, mas jamais deixar que ela te conduza, você é quem deve conduzi-la.
Comece desde já a dar um susto no teu medo, a rir do teu orgulho, a enfeiar a tua vaidade, a chutar a tua baixa-estima, a incinerar o teu egoísmo.

SE VOCÊ NÃO INSISTIR NO AMOR, ELE JAMAIS DESISITIRÁ DE VOCÊ, MAS FICARÁ ADORMECIDO.

ACORDA DE UMA VEZ E VEM!!!

Comentários

  1. Mauricio, muito apropriado para o momento atual, este seu texto. Estou justamente aprendendo "essa dança", aceitando a minha sombra, que sempre neguei como parte de mim. Não sei se leu o livro O Efeito Sombra, mas diz muito disso que escreveu ai. valeu....

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas