Intuição, coração, respeito,

Não me sinto especial, e na verdade eu sou tão pequeno e tão errante que aprendo a cada instante. Opa, aqui não é pra rimar...

Ocorre que a minha pequenez se agiganta quando eu coloco meu coração nas atitudes e ajo com intuição. Meu coração não joga. Minha intuição me ensina. Acontece que toda vez que eu penso e tenho atitudes emocionais, movidas pela ansiedade, pela tensão, pela falsa expectativa, pelo cérebro abdominal, a  minha vida anda pra trás.

Assim como quando meu coração fala mais alto, meu bom senso respeita os outros e a minha mente intuitiva é audível, minha vida e a minha alegria voltam a frequentar meu rosto! Isso é apenas um relato.

Por favor, ouçam a voz da intuição. Ela não pode ser confundida com o medo. É uma voz de bom senso dentro da gente. Ajam conforme a vontade do coração. Ele não pode ser comparado à paixão. A paixão é visceral, o amor, incondicional.

E vivam mais felizes como estou hoje!

Comentários

Postagens mais visitadas