27.4.12

Que o amor está para a amizade, e quem há de negar que esta lhe é superior?

"Que o amor está para a amizade, e quem há de negar que esta lhe é superior?". Esta frase de Caetano Veloso, na música "Língua" demonstra uma realidade acima das aparências. O amor só é amor quando há amizade. O amor não precisa ser tocado fisicamente, apesar disso ser uma expressão natural, não? Você não quer acariciar seu filho? Você não afaga seu gato? Você não abraça seu pai? Você não beija sua mãe?

No entanto, distante das possibilidades de acarinhar seu amor, este amor jamais morre por falta de demonstrações físicas. Logicamente, um homem e uma mulher naturalmente quando se amam e quando há energia sexual envolvida, acabam transando. Não é assim? Mas, se por ventura, esta energia sexual não está presente ou está ausente por algum motivo, seja doença, trauma, medo, o amor jamais sofre ranhuras com esta falta.

Sexo é importante sim, mas é uma energia como outra qualquer. No amor, o que importa mesmo é a afinidade e a compreensão que há tempestades e tempos bons. Mas, amor é a vontade de ficar junto, seja longe ou perto. Sem cobranças e sem obrigações.

Um casal pode dizer muito mais ao outro sem sexo. E sexo é um desejo, um detalhe. As vezes, sexo atrapalha. Jamais devemos nos pautar por ele. Uma relação que se pauta pelo sexo tende a findar rapidamente, como diz o Dalai Lama, porque não há sustentação. Uma relação que se pauta por amor, respeito e afinidade atravessa encarnações.

Nenhum comentário: