AMOR QUE DESCE A ÁRVORE DA VIDA


A fantasia é um clone da realidade. Se você fantasia algo é porque você no fundo gostaria que se tornasse real. Ninguém gosta de fantasiar uma dor e sim, um prazer, um sentimento. Fantasias de amor são facilmente vestidas, mas quando chega o real e o concreto, você as sabota por medo. Exatamente porque o real e o concreto podem ser realizados.

O que está na mente e no coração é o mais importante. No entanto, o pânico, a vergonha, os bloqueios sociais, os costumes, as tradições, a educação familiar, tudo isso nos embota de realizar. É preciso romper este paradigma!

Tudo começa na mente. Mas, para realizar devemos "descer" a árvore da vida. Começa na copa, escorre nas folhas e nos galhos e precisa tomar o caminho do tronco para chegar à raiz da realização.

Assim, se a gente ama apenas na ideia e no coração, este amor não se concretiza no real porque deve tomar o nosso corpo. Somos espíritos e estamos encarnados. Até o amor de mãe deve ser concretizado.

O amor platônico é aquele idealizado em sentimentos sublimes. Ele se pauta no amor mesmo. Mas, o amor platônico pode e deve tomar corpo, senão ele fica apenas no campo das ideias e das suposições.

Ame, de fato! É assim que nascem os filhos...

Comentários

Postagens mais visitadas