HUMANIDADE IGNORANTE, MAS EM TOUCH SCREEN

Esta geração, a cada dia que se renova, mas que preguiça tem de ler!
Isso é uma constatação. Por estas e por outras é que escrevo em frases curtas e textos diminutos.
É a geração da imagem, e imagem nem sempre é tudo, muitas vezes é nada...

Muitos textos belos deixam de ser lidos pela preguiça dos olhos, mesmo que a gente seja bem breve.
É a geração da urgência.
E essa insolência com os olhos formará uma humanidade ignorante touch screen, onde tudo está feito, onde tudo vem pronto.

As pesquisas escolares estão no Google. E um universitário se forma não sabendo a diferença entre B.B. King, Nat King Cole, Albert King, King Size ou King Kong.

Deixa eu acabar logo de escrever se não ninguém me lê...

Comentários

  1. Eu leio.
    Sempre, aliás! ;)

    Beijão.

    ResponderExcluir
  2. "Deixa eu acabar logo de escrever se não ninguém me lê..." kkkkkkk ficou engraçado...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas