CONTRA O KIT CONTRA HOMOFOBIA

Ponto pra Dilma! Nota Dez. Eu falo isso pela frase: "Não aceito propaganda de opções sexuais. Não podemos intervir na vida privada das pessoas. O governo pode, sim, ensinar que é necessário respeitar a diferença e que você não pode exercer práticas violentas contra os diferentes.”.

É muito bom que se diga isso. Não se pode fazer apologia ou propaganda com escolhas sexuais. Cada um tem a sua e isso somente compete à pessoa, é privada. Não acho pertinente distribuir kits para anunciar escolhas de ninguém, devemos dar liberdade e respeito às opções.

Outra questão é a do bullying, tão em voga hoje e que existe há séculos. Eu mesmo sofri com a prática funesta. Não é com a distribuição de um material a favor da homossexualidade que vamos coibir o bulliyng, afinal não só os gays sofrem este mau gosto e sim, os negros, os gordos, os nerds, e toda uma infinidade de comunidades e alternativas. Bom que se faça um material contra o bullyng e, melhor ainda, se a prática fosse condenada por lei.

O melhor mesmo é educar as nossas crianças a respeitar desde o berço as diferenças. Assim
não precisamos de kits e propagandas.

Cada um na sua e DEus por Todos.

Comentários

Postagens mais visitadas