O AMOR QUE MORREU JUNTO A ANTONIO CARLOS

"Meu amor, meu amor
Nunca te ausentes de mim
Para que eu viva em paz
Para que eu não sofra mais
Tanta mágoa assim
No mundo
Sem você".

Estes versos de Sem Amor de Tom Jobim entristeceram a minha noite de quarta-feira. Percebi uma dura realidade, um golpe baixo nas minhas tentativas de amor. A constatação é que o Amor entre um homem e uma mulher morreu junto com Antonio Carlos, em dezembro de 1994.

Nunca mais se ouviu falar de Amor. A gente ouve falar de sacanagem, esperma, óvulos, sexualidade, homossexualismo, triângulo amoroso (?), troca de casais, ficantes, sexo casual, mas o Amor, não.
Ele morreu com Antonio Carlos, em 1994.


Comentários

Postagens mais visitadas