Carta de Renúncia

Eu renuncio a quem eu não aprendi a amar.
Entenda, só posso te amar quando eu estiver livre.
Meu momento dói.
Minhas horas não passam.
Não desejo que o meu amor faça parte disso.
Quero o meu amor por ti liberto.
Por isso, eu te solto de mim.
Por isso, eu me solto de ti.
Estou acorrentado de mim mesmo.
E assim, não quero te prender em minhas teias.
Não quero que tu adornes teu pescoço com as minhas algemas.
Quero-te livre.
Quero-me livre.
Enquanto eu esperar por ti não me atrevo a te querer.
O meu amor em silêncio grita mais.
Não posso também me amalgamar a ti.
Assim como não desejo cativá-la em meu egoísmo.
Tu me amas?
Falta apenas aprender a te amar.  
Falta apenas aprender a me amar.
E no amor, seremos livres.
Enfim.

Comentários

Postagens mais visitadas