A VOLTA DE ISMAEL E A PAZ ENTRE ISRAEL E A PALESTINA

Abraão é o pai dos judeus e dos árabes. Se eles são filhos do mesmo patriarca, então eles são irmãos, por parte de pai. Muita gente sabe disso, a maioria não sabe. Mas, quem sabe finge que não sabe ou não quer saber. Então, toda esta briga por terras e posses não passa de uma briga de família por um inventário estúpido, por um poder que não existe mais.

Longe de mim ter a força de dissuadir uma guerra que se extende a centenas de anos. Mas, vamos ser razoáveis?

O pai Abraão era casado com Sara (nome bem judeu, hein?). A mulher não podia ter filhos, era seca, como os antigos diziam. No entanto, percebendo que Abraão deveria ter descendentes diretos, Sara pediu à sua serva Agar que se deitasse com Abraão para conceder um filho dele, que seria criado por Sara. Vale lembrar que a palavra Abraão significa "pai de muitos povos ou de muitas nações".

E assim, Agar ficou grávida e deu a luz a Ismael, primogênito do patriarca. Com o passar dos anos, e até como premiação pela devoção e amor de Sara, Deus mandou um de seus anjos para anunciar que Sara ficaria grávida. Quando o anjo anunciou, Sara sorriu incrédula por dois motivos: era estéril e estava em idade avançada, como ficaria grávida? Assim, o anjo determinou que Sara deveria dar o nome de "Isaac", ao seu filho, que significa "risada" e disse: - Por acaso, Sara, existe alguma coisa impossível para o Criador?

Com o passar do tempo, Ismael e Isaac cresceram juntos. E se amavam. Um protegia o outro. Quando Sara preveu que haveria guerra de poder entre os dois no momento da morte de Abraão, convenceu o patriarca de pedir que Agar e Ismael partissem. E assim foi feito. Mal sabia que esta guerra se efetivaria de qualquer jeito...

Ismael teve proteção divina e gerou muitas tribos e todas elas deram origem ao povo árabe. Enquanto que Isaac gerou uma linha sucessória (seu filho Jacó é reverenciado como um dos pais de Israel) que originou o povo judeu.

Essa história ilustra que a paz entre Israel e a Palestina somente será semeada quando Ismael voltar para o seu lar e sentar à mesa com seus irmãos, coexistir como uma grande família. Somente haverá paz se houver cessão, quando houver partilha. Basta um pouco de bom senso, sabedoria, respeito.

Se Sara pediu que Agar e Ismael partissem para evitar justamente um confronto... Será que o senhor Deus, dos árabes e dos judeus, aprovaria esta cisão, esta briga de família?

Coexistência é isso. Partilha. Família. Amor.

Comentários

Postagens mais visitadas